Câmara vai debater a situação das escolas estaduais

Ideia do encontro partiu do vereador  Lelo Pagani  que entendeu ser importante debater  com a comunidade a nova organização da rede estadual de ensino paulista

 

A Câmara Municipal de Botucatu vai receber na noite da próxima terça-feira, 10, uma Audiência Pública que vai tratar da real situação das escolas da rede estadual de ensino que hoje estão ameaçadas de fechamento. O encontro acontece a partir das 19h30 e deverá contar com grande participação popular de pais de alunos e servidores. Todos os interessados poderão participar da discussão.

A ideia da Audiência Pública partiu de um requerimento encaminhado pelo vereador  Lelo Pagani (REDE) à presidência da Casa de Leis, solicitando que fosse convidada para uma reunião, a atual dirigente regional de ensino de Botucatu, Rosilene Aparecida Palugan Vargas, que deverá esclarecer pontos referentes à nova organização da rede estadual de ensino paulista.

De acordo com o requerimento, a secretaria da Educação do Estado de São Paulo anunciou no dia 23 de setembro, uma nova organização da rede estadual de ensino paulista que seria adotada pelos municípios. A ideia é a de que cada unidade escolar passe a oferecer aulas de apenas um dos ciclos da educação a partir do ano que vem. Com isso, existe a possibilidade de que algumas unidades sejam fechadas para reorganização da rede, inclusive em Botucatu.

A informação, muitas vezes disseminada de forma errada ou com pouca clareza, acabou causando muita preocupação em pais de alunos, professores e servidores da rede estadual. “É notório que há uma necessidade de esclarecimento do referido assunto que tem gerado preocupação em nossa população, em especial pela circulação de informações que unidades escolares também poderiam ser fechadas em Botucatu”, comenta. “Por isso esse encontro, para que mais nenhuma dúvida paire no ar”, justificou Lelo Pagani.