Câmara Municipal fará audiência pública para discutir pedágios

O temor pela instalação de novas praças de pedágio na região ainda em 2016 causou desconforto na classe política. Na última terça, 23, tanto o prefeito João Cury (PSDB) quanto o deputado estadual Fernando Cury (PPS) se manifestaram no Acontece Botucatu mediante nota oficial sobre o assunto. Ambos são contra novos pedágios no momento.

Na manhã desta quarta feira, 24, surgiu a informação que a Câmara Municipal pretende fazer uma ampla discussão com a população sobre o assunto. A informação foi confirmada pelo Presidente do Poder Legislativo, o vereador Curumim.

Em entrevista à Rádio Criativa FM, ele teceu fortes críticas aos que já usaram o assunto politicamente. “Fico triste em ver nas redes sociais pessoas comentando que vereadores do mesmo partido do governador se calam. Não é verdade. Não concordamos com isso e da forma como é colocado pelo governo, não importa se é do mesmo partido ou não. Parecem aproveitadores, deveriam se unir neste momento”, desabafou Curumim.

Segundo o Parlamentar, já existe uma discussão adiantada sobre o assunto. “Estamos criando um grupo de trabalho, ou seja, estamos nos mexendo ao contrário do que dizem por ai. A população já é crucificada com muitos impostos, com certeza não vamos comungar com isso”, concluiu.

Audiência pode ocorrer nos próximos dias

O requerimento de uma audiência pública para discutir o pedágio parte do vereador Izaias Colino. Ele afirma que já fez a reserva da matéria na Câmara Municipal. “Eu solicitei por email, para na segunda feira apresentar o requerimento durante a sessão ordinária. Quero que todos os vereadores assinem, inclusive já comecei as consultas.

A idéia do vereador é que a audiência pública ocorra já na próxima semana. “Temos que mobilizar toda a sociedade. Queremos convidar alguém da Secretária estadual de Logística e Transportes para explicar a idéia do governo do estado. Entende que esse é o pior momento possível para instalação de pedágios. Dificulta a produção e locomoção de pessoas, ou seja, totalmente inoportuno”, completa o vereador.

Pedágio

A notícia publicada pelo Acontece Botucatu na noite do último domingo, 21, repercutindo informações do Jornal Folha de São Paulo, fomentou um amplo debate nas redes sociais sobre a intenção do governo Geraldo Alckmin de instalar 25 novas praças em todo estado.

Os moradores de Botucatu serão afetados com o novo anúncio do governo paulista. A praça botucatuense será no quilômetro 160 da rodovia Geraldo Pereira de Barros, a SP-191, que liga Botucatu a região de Piracicaba.

 As outras serão construídas na SP-255, Rodovia João Melão, no quilômetro 228, entre Pratânia e Avaré e no quilômetro 167, no trecho entre Barra Bonita e Jaú. A última ficará em Santa Maria da Serra, ou seja, o motorista que for de Botucatu para Piracicaba pagará duas tarifas durante o percurso. Essa cobrança ficará no quilômetro 218 da rodovia Geraldo Pereira de Barros, entre os municípios de Santa Maria e São Pedro. Ainda não há previsão de valores.