Câmara aprova 31 requerimentos e 7 projetos

A mais recente sessão da Câmara Municipal de Botucatu foi bastante movimentada. Com a participação expressiva do público, foram aprovados 31 requerimentos, todos pela unanimidade dos vereadores presentes. Durante a Ordem do Dia foram aprovados três projetos de lei de autoria do prefeito municipal e dos vereadores Ednei Carreira (PSB) e  André Rogério Barbosa – Curumim (PSDB). Durante a sessão extraordinária ainda foram aprovados mais três projetos de lei.

A Ordem do Dia da sessão desta segunda-feira levou três projetos de Lei para votação da casa. No primeiro deles, aprovado por unanimidade, a discussão era sobre uma alteração na Lei 4.405/2013, que disciplina o serviço de mototáxi em Botucatu.  Também foram aprovados os Projetos de Lei de autoria do vereador Carreira, que declara de Utilidade Pública a “Fundação de Apoio aos Hospitais Veterinários da Unesp” (Funvet), e do vereador Curumim, que denomina de “Luiz Dionísio Lopes” a Rua 10 do loteamento Santa Maria.

Um pouco mais tarde, na Sessão Extraordinária convocada pelo vereador Carreira, mais quatro projetos de Lei complementares foram para votação. O primeiro deles, aprovado por unanimidade, foi do adicional de periculosidade aos Guardas Municipais de Botucatu. O segundo e o terceiro projetos foram de alterações no Plano Plurianual e na Lei de Diretrizes Orçamentárias, com verba destinada à secretaria de Educação. O último projeto de Lei que dispões sobre a regularização de desdobramento de lotes e de obras clandestinas teve um pedido de vistas feito pelo vereador Fernando Carmoni (PSDB) e não foi votado.

Também participaram da Sessão de ontem, representantes do movimento hip hop de Botucatu que utilizaram a tribuna da casa para uma explanação sobre as ações desenvolvidas pelos mesmos na cidade. Além dos jovens, também fez uso da tribuna, o presidente da Associação Oncológica Santo Agostinho, Dr. Roberto Sogayar que atualizou os legisladores quanto ao andamento do projeto.