Audiência Pública para discutir PS Municipal já tem data definida

A Audiência Pública que vai discutir o rumo do atendimento prestado ? população pelos diversos Setores da Saúde do Município, principalmente em relação ao futuro Pronto Socorro (PS) Municipal, já tem data para ser realizada. O encontro está marcado para o próximo dia 22 (terça-feira), ? s 19h30, na sede do Poder Legislativo local – Praça Comendador Emílio Peduti, nº 112, Centro.

De acordo com o vereador do PT Lelo Pagani (foto), autor do requerimento que motivou a Audiência, a data foi definida a partir de consulta de disponibilidade efetuada com as personalidades do setor na Cidade que serão convidadas para o encontro. “A Audiência foi motivada em virtude de existirem muitas dúvidas relativas, por exemplo, ? s equipes da Saúde da Família, ? implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ? s Unidades Básicas de Saúde e, sobretudo, ? inauguração e funcionamento do futuro Pronto-Socorro Municipal”, diz Pagani.

O parlamentar também ressalta a necessidade de discussão sobre as parcerias e convênios que têm sido estabelecidos pela Prefeitura, como é o caso da Fundação UNI. “É fundamental que esses aspectos sejam debatidos pelas diversas instituições que trabalham com a questão da Saúde em Botucatu. Mas, também, é importante que a sociedade civil se envolva com o tema”, salienta.

Entre as autoridades da área da Saúde na Cidade que serão convidadas a participarem da Audiência estão: Prof. Dr. Antônio Luiz Caldas Júnior, secretário Municipal de Saúde; Prof. Dr. Valdemar Pereira de Pinho, ex-secretário Municipal da Saúde; José Dionízio dos Santos Garcia, presidente do Conselho Municipal de Saúde; Dr. Emílio Curcelli, superintendente do Hospital das Clínicas da Secretaria Estadual de Saúde; Maria José Delego Maschetti, diretora do Hospital Regional Sorocabana; Marly Tieghi de Mello, diretora Técnica do Centro de Atenção Integral ? Saúde Profº.Cantídio de Moura Campos; Dr. João Henrique Castro, diretor-geral e Técnico da Santa Casa de Misericórdia Botucatuense; Dr. Walmar Kerche de Oliveira, diretor do Pronto Socorro do Hospital das Clínicas; Dr. José Carlos Christovan, diretor Executivo da Fundação UNI; Dr. Omar Abujamra, presidente da UNIMED de Botucatu; Dr. Irene Pinto Silva, presidente da Associação Paulista de Medicina de Botucatu; e Dr. Sergio Swain Muller, diretor da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB-Unesp).

{n}Inauguração prevista{/n}
Vale lembrar que o secretário municipal de Saúde, Antônio Luiz Caldas Júnior, anunciou no início do mês fevereiro que o PS Municipal, construído na Vila Assunção, deverá entrar em operação em abril, fazendo parte das festividades de aniversário da emancipação político-administrativa do Município.

O prédio foi construído na gestão anterior, mas constatou-se problemas estruturais, sendo necessário que a empreiteira responsável pela obra fizesse os reparos necessários. O grande entrave seria buscar verbas no orçamento para manter o PS em operacionalidade.

Na visita do governador do Estado, Geraldo Alckmin, na segunda quinzena de janeiro deste ano, para fazer a inauguração do Poupatempo, foi anunciado a parceria com o Município para equipar e dividir a responsabilidade pelo custeio – estimado em cerca de R$ 480 mil/mês – do novo PS.

Com isso, a Prefeitura poderá colocar a unidade em funcionamento. “O fato de o governador ter assinado o decreto que vincula oficialmente o Hospital das Clínicas ? Secretaria de Estado da Saúde também é muito importante porque nos ajuda a avançar nas negociações para definir como será a gestão da unidade. Vamos inaugurar o PS com a qualidade de atendimento que a população merece”, comemora do prefeito.