Assinatura de convênio permite verbas estaduais ao CRAMI

O prefeito João Cury Neto, acompanhado do vereador Bombeiro Tavares, esteve nesta sexta-feira (10) na sede do CRAMI (Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância) de Botucatu, para assinatura do convênio de cooperação técnica e financeira que visa a compra de equipamentos para as oficinas de geração de renda oferecidas pela instituição.

Informações passadas pela Secretaria de Comunicação revelam que o município fará o repasse de R$ 20 mil que foram obtidos após gestões feitas pelo vereador Bombeiro Tavares junto ao deputado estadual João Mellão Netto.

A compra de equipamentos e utensílios semi-industriais como batedeira, liquidificador, geladeira, panelas, entre outros, serão utilizados no atendimento social ? s famílias com crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica.

“Essa ajuda será muito importante para incrementar nossa oficina de culinária que visa a geração de renda para famílias em situação de vulnerabilidade social. As pessoas atendidas também poderão aprender a manipular e conservar adequadamente os alimentos. Estamos muito agradecidos pelo empenho do prefeito João Cury e do vereador Tavares”, comenta Márcio Lopes César da Silva, presidente do CRAMI.

Satisfeito em poder atuar para viabilização dos recursos, o prefeito João Cury enalteceu o trabalho do vereador Tavares junto ? s entidades que prestam relevantes serviços na área de assistência social. “Esse é o tipo de política voltada para o interesse público. O Tavares demonstra essa sensibilidade. Nesta semana já estivemos na APAE e agora ficamos muito felizes em auxiliar o CRAMI, que realiza um trabalho importantíssimo na atenção ? infância”.

Além da Apae e do CRAMI, também serão contemplados com recursos o Núcleo Paulo & Estevão (R$ 50 mil), Asilo Padre Euclides (R$ 30 mil), CRAMI (R$ 20 mil), Aitiara (R$ 20 mil) e Vila dos Meninos (R$ 20 mil). “São entidades que merecem nosso respeito e nossa colaboração no sentido de continuarem atendendo a população mais carente da cidade”, afirma Tavares.