Assinado contrato para construção da nova sede do Legislativo

A Câmara Municipal de Botucatu assinou, na manhã de sexta-feira (22), o contrato com empresa de engenharia que vai elaborar o projeto executivo para construção da nova sede legislativa da Cidade.

Trata-se da empresa Kadima Engenharia, com sede em Ribeirão Preto (SP), que ofereceu o menor preço entre as habilitadas para o processo, R$ 97.787,99, cerca de R$ 13 mil a menos que a segunda classificada no processo, a empresa All Trust Serviços e Consultoria LTDA EPP, que orçou o trabalho em R$ 111 mil. Conforme o edital de licitação, a Kadima Engenharia possui prazo de 90 dias para a conclusão e entrega do Projeto Executivo, a contar a partir da assinatura do contrato.

Entre os itens determinados pelo edital de licitação para elaboração do Projeto Executivo estão: ‘arquitetura’, ‘paisagismo’, ‘estrutural de concreto armado’, ‘instalações hidráulico-sanitárias’, ‘instalações e combate a incêndios’, instalações elétricas e telefonia’, ‘instalações especiais’, além do ‘memorial descritivo e planilha orçamentária da obra’.

Para o presidente da Casa, vereador Reinaldinho (PR), trata-se de um momento histórico para a Cidade. “O atual prédio do Legislativo botucatuense não oferece estrutura suficiente para que a população seja bem atendida. Faltam salas e espaços para que os munícipes possam ser recebidos e para que reuniões possam ser realizadas simultaneamente”, destaca.

A nova sede
O terreno em que será construída a nova sede do Poder Legislativo, de 20 mil m², fica ao lado dos lotes onde serão construídos o Fórum e a Prefeitura Municipal, entre o Jardim Santa Elisa e o Jardim Riviera – ao lado da Rodovia João Hipólito Martins (Castelinho).

Ao todo, o anteprojeto considera a construção de um prédio de aproximadamente 4 mil m², com plenário para abrigar cerca de 290 pessoas sentadas – sendo previstos espaços especiais para cadeirantes. Neste contexto, é possível destacar que a edificação terá acessibilidade total aos cidadãos com necessidades especiais.

Segundo o atual presidente da Casa, vereador Reinaldinho (PR), para acompanhar possível crescimento no número de vereadores – hoje com 11 –, a futura Câmara terá 21 gabinetes para parlamentares atenderem o público. Também serão projetadas salas amplas para reuniões internas e externas, além de um grande hall de entrada com projeto paisagístico privilegiado e espaço para exposições e eventos.

Fonte e fotos: André Luis Lourenço
Assessoria de Imprensa/Câmara Municipal de Botucatu