Aprovado projetos de empréstimo ao município

Depois de muita discussão e debates entre os vereadores de situação e oposição, foram aprovados em sessão extraordinária os três projetos de lei que solicitam autorização legislativa para contratação de uma Agência de Fomento do Estado de São Paulo, operações de crédito até o montante de 14.976.649,00 para realização de obras de infra-estrutura, reforma do Mercadão Municipal e construção de uma ciclovia a serem pagas em sete anos.

O resultado já era esperado e as proposituras foram aprovadas por sete votos a três (o presidente Ednei Carreira não vota, mas não escondeu que era favorável ? aprovação). Os três vereadores do PT tentaram convencer os companheiros de plenário para que não votassem pela aprovação, entendendo que o empréstimo irá gerar dívidas ao município com pagamento de juros de R$ 4 milhões em sete anos e deixaria contas a pagar para o próximo prefeito.

Entretanto, a situação contra-argumentou defendendo que o empréstimo traria um alcance social grande para atender dezenas de famílias. As discussões mais acaloradas ficaram entre os vereadores de situação Fernando Carmoni (PSDB) e André Rogério Barbosa – Curumim, (PSDB) com Rose Ielo (PT), que defenderam posições diferentes.

O primeiro Projeto de Lei (nº 24/2013) a ser aprovado pede operação de crédito até o montante de R$ 8.607.540,00, destinados ? obras de pavimentação e recape em bairros do município. Já o Projeto de Lei (nº 25/2013) prevê operações de crédito até o montante de R$ 2.009.800,77 destinados ? obras de reforma e restauração do Mercado Municipal “Vereador Progresso Garcia”. Finalmente, o terceiro Projeto de Lei (nº 26/2013) aprovado pede autorização para operações de crédito até o montante de R$ 4.359.398,27 destinados ? construção de uma ciclovia de Botucatu ? Unesp, em Rubião Júnior.