Acontece Botucatu tinha antecipado: Junot declara apoio a Pardini; Dos pretendentes a vice, apenas André Peres esteve no encontro

Em um movimentado encontro na manhã deste sábado,28, na Sede do Círculo Operário na Avenida Dom Lúcio, o advogado Junot de Lara Carvalho, presidente da comissão provisória do PSD, anunciou oficialmente sua desistência da pré-candidatura a prefeito para apoiar Mário Pardini, pré-candidato pelo PSDB.

O anuncio foi antecipado pelo Acontece Botucatu na última quinta-feira, 26, quando fontes dos dois partidos informaram o acerto. No encontro estavam membros de PSD, PSDB e partidos aliados, como PC do B do Vice-Prefeito Professor Caldas e PPS do Deputado Estadual Fernando Cury. Candidatos a vereador, secretários municipais e pessoas ligadas no curso eleitoral disputavam espaço no evento que começou com quase uma hora de atraso.

Em seu discurso, Junot explicitou os motivos que o levaram a tomar essa decisão de apoio ao candidato tucano. Ele salientou que houve muita conversa em seu partido.

“Tentei ser a terceira via, não deu. Essa foi uma decisão colegiada, pois todos nós entendemos que não teríamos uma estrutura para bancar uma campanha. Passamos a analisar que se fossemos buscar parcerias, a opção seria com o Pardini, pois sabemos de sua capacidade. Só com um grande time construímos uma grande cidade, por isso nossa escolha”, disse Junot.

Ao falar de Mário Pardini, Junot lembrou do irmão, Josey de Lara Carvalho, que faleceu em dezembro de 2013 quando estava em seu segundo mandato como vereador.

“Eu conheço a história do Pardini, mas antes de falar dele, tenho que lembrar do meu irmão. O Josey chamava o Pardini de amigo e falava muito dele, dizia da competência e capacidade dele. Por isso, pelo o que meu irmão enxergava e pregava, não poderia ficar em lado oposto” colocou.

Adotando um tom mais agressivo, Junot não poupou críticas, embora que indiretas, aos outros pré-candidatos já colocados, especialmente Mário Ielo e Reinaldinho.

“Me convidaram para compor outras chapas, mas não aceitei, pois não se discutia plano de governo, já que todos vinham com ideias fixas. Não posso deixar que a cidade caia em mãos despreparadas ou em mãos que já passaram pelo poder e nada fizeram nos anos que tiveram lá”, criticou Junot de Lara Carvalho. 

João Cury nega discussão por cargos

Grande articulador da campanha de Mário Pardini, o presidente do diretório municipal do PSDB, o prefeito João Cury Neto, enfatizou que o PSD em nenhum momento discutiu cargos para o embarque na campanha. Ele citou também a experiência de Junot de Lara Carvalho para compor os trabalhos visando o dia 02 de outubro.

“O Junot agrega mais de 30 anos de experiência política. E estamos aqui sem discutir cargo ou qualquer outra coisa. Discutimos princípios e valores, pois somos pessoas diferentes e vamos tirar dessas diferenças ações que vão influenciar o programa de governo. Estamos encerrando um ciclo e temos que ter a clareza que o novo ciclo precisa de gente nova como o Pardini aliando as boas ações como o Junot traz para gente”, discursou João Cury.

 

Cadê o Caco e demais partidos que pleiteiam o vice?

O evento de Junot de Lara Carvalho serviu, ainda que de forma oculta, serviu para mostrar que o nome de André Peres está cada vez mais próximo de ser anunciado como o vice de Pardini. Caco Colenci, hoje no PV, não esteve presente.

Não foram vistos líderes do DEM, outra sigla aliada do ex-chefe de Governo. Também foi sentida a ausência do PRB, outro partido que, por hora, está na base aliada de Mário Pardini. Tanto Carlinhos Romagnolli, presidente regional da sigla quanto o médico André Spadaro, já cogitado como vice, não marcaram presença. 

 

Pardini lembra Josey e diz que na política deve valer a palavra

Aparentando mais intimidade com o discurso, apesar de ainda se dizer tímido diante dos microfones, o pré-candidato do PSDB Mário Pardini também lembrou o ex-vereador Josey de Lara Carvalho.

“Antes de falar do Junot eu tenho que lembrar o Josey. Meu amigo, ponta direita bom de bola que nos alegrava. Lembro que ele me aconselhou fortemente a entrar na Sabesp. Devo muito isso a ele. Essa parceria que nasce hoje vai dar frutos. Não vamos envergonhar ninguém”. Disse.

Pardini ainda atacou em seu discurso a política de barganha por cargos. “A política tem que ser feita diferente, por homens, cuja a palavra basta. Não pode ter desejo de poder. Governo e cargos se constroem depois das eleições. Cumprir palavra não significa lotear governo e sim construir governo”, colocou de forma eufórica o pré-candidato do PSDB.

 

Deputado diz que não tem eleição ganha

Também presente no evento, o presidente do PPS e deputado estadual Fernando Cury, usou sua fala para felicitar o embarque de Junot de Lara Carvalho na campanha. Em seu discurso aproveitou para dizer que não existe eleição ganha.

“Em 2008 o João (Cury) tinha 4% no início da campanha e o então prefeito (Mário Ielo) tinha uma enorme aprovação e apoiava seu vice como candidato (Pinho). Era impossível para nós e mostramos que nada estava ganho. Que o exemplo daquela eleição sirva para nós novamente. Não tem eleição fácil, a eleição não está ganha e é aí que essa união pode fazer a diferença. Temos que fazer a nossa parte. Temos que ter união neste momento para vencer a eleição”, enfatizou Fernando Cury.