Vigia é pego após filmar mulheres em residencial que trabalhava

Um vigia de 42 anos do Residencial Parque Laguna de Botucatu, foi preso na noite desta segunda-feira, 25, por violação de domicílio. Com ele, a Polícia ainda encontrou filmagens de moradores e, principalmente, de mulheres que residem no local. Ele filmava as pernas das mulheres.

De acordo com informações do repórter policial César Júnior, o Boletim de Ocorrência apresenta que um morador da Rua Narciso Augusto Bertani havia saído de sua casa e ao retornar encontrou o vigia do Parque Laguna, Aparecido Antônio Batista, de 42 anos, dentro da sua residência, no quintal, olhando através da janela de blindex da sala. O morador achou estranha a atitude e foi tirar satisfação com o vigia, que fugiu em direção à portaria.

A Polícia Militar foi acionada e revistou o homem. Ao olharem o carro do suspeito, os policiais encontraram um tablet com diversas filmagens com imagens de moradores do Residencial Parque Laguna. Chamou a atenção da Polícia a quantidade de filmagens de pernas e tornozelos de mulheres.

Questionado pelo motivo destas imagens, o homem não soube responder e foi encaminhado ao Plantão Policial. Após ser interrogado pela autoridade policial, foi descoberto que Aparecido Antônio Batista tinha mandado de prisão expedido pela Comarca de Presidente Venceslau pelo não pagamento de pensão alimentícia.

Antônio foi preso e encaminhado para a Cadeia Pública de Itatinga, pelos crimes de violação de domicílio e não pagamento de pensão alimentícia.

 

Com Leia Notícias