Vândalos atacam a estátua de Raul Torres no Bosque

Foto: Luiz Fernando

Um crime de danos e violação ao patrimônio público foi registrado nesta quinta-feira (21) na Praça Comendador Emilio Peduti – Bosque. Durante a madrugada vândalos jogaram tinta branca na estátua de Raul Torres, que é um monumento criado pelo escultor Pedro César. A polícia está buscando indícios que possam identificar o autor, ou autores desse crime. Aparentemente, não houve danos maiores na estrutura da obra. A peça, feita em bronze, em tamanho natural pesa 320 quilos e demorou 80 dias para ficar pronta.

A colocação daquela estátua no Bosque em março de 2007 em um ponto estratégico de uma das praças mais frequentadas da Cidade e considerada um ponto turístico, tem a intenção de preservar a história e homenagear o intérprete, instrumentista e compositor. Ele é considerado um dos pioneiros da Rádio Paulista e deixou mais de 400 gravações em 78 rotações, além de 400 composições. Agora o trabalho consiste em fazer a limpeza e fazer as restaurações que forem necessárias.

A expressão realista da imagem de Raul Torres atrai a curiosidade do público (principalmente os que moram em outras cidades), que reverencia o artista imortalizado em bronze. “A sua expressão lembra muito as obras gregas, que retratam com perfeição o artista. Achei muito interessante e será uma ótima referência para passeio com os alunos”, disse a professora de artes Célia Maria Guimarães, na ocasião da inauguração.