Trio que cometeu mais de 26 furtos é preso pela Guarda Municipal

Fotos: Valéria Cuter

Foi na tarde desta terça-feira (2) num trabalho desenvolvido pelos agentes Barcaça, Regina e Nogueira, do Grupo Especial de Patrulhamento Ostensivo com Motocicleta (GEPOM), da Guarda Civil Municipal (GCM), que três jovens apontados como autores de pelo menos 26 furtos, foram presos.

São eles: Tiago Rodrigo dos Santos Flores (18), William Celestino Alves (19) e um adolescente de 16 anos apontado como o autor intelectual do crime e estava com um mandado de internação compulsória na Fundação do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA), expedido pelo juiz da Vara da Infância e Juventude, Josias Martins de Almeida Júnior.

Os agentes executavam patrulhamento quando localizaram o trio no cruzamento das ruas Quintino Bocaiuva com a Rangel Pestana e tinham conhecimento de que eram suspeitos de terem cometido furtos a residências, principalmente na Rua Professor Gustavo Dias Assunção, na Vila Rodrigues. Na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) eles confirmaram a autoria dos crimes.

A particularidade é que eles, antes de entrarem nas casas, faziam a sondagem dos moradores e em alguns casos chegavam a pedir comida. Na primeira oportunidade eles entravam e levaram os mais variados tipos de objetos para vender e conseguir dinheiro para adquirir pedras de crack.

“Eu estou no fundo do poço e não consigo largar (do vício de crack) e quando não consigo trabalhar fazendo “bico”, faço furtos, mas nunca machuquei ninguém”, disse Santos Flores. “Quem acerta esse negócio (furtos) é ele (adolescente). Nós só vamos atrás”, ementou Alves. Ambos foram liberados, já que não houve o flagrante.

Já o adolescente não se considera o “chefe” do trio. Visivelmente, sob o efeito de drogas, alegou que gosta de agir sozinho. “Essa de dividir (os produtos de furto) não rende não, senhor! E fumo sozinho. Só faço isso porque não tenho opção”, disse. “Fumo o que tiver”, encerrou.