Três novos “reforços” da PM são apresentados

Na manhã desta quarta-feira (15) o comandante interino do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), de Botucatu, major Marcelo Oliveira, apresentou os novos “reforços”, para ajudar no patrulhamento em operações especiais. Trata-se de Lorena, Lex e Zyon, três cães da raça pastor alemão que foram incorporados ao Batalhão, como primeiro e decisivo passo para a instalação do Canil da PM de Botucatu.

A negociação para implantação desse canil foi feito em 2011, tendo a participação direta do comando do 12º BPM-I, prefeito João Cury Neto e o comandante geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, coronel Álvaro Batista Camilo.

Ao apresentar os cães, Marcelo Oliveira salientou que emprego dos animais no policiamento já é realizado com êxito em várias corporações do Estado de São Paulo e agora vai poder atender as 13 cidades que fazem parte da área de comando de Botucatu. “Eles iniciam o treinamento ainda filhotes e passam por um período de observação e amizade e depois de 18 meses estão aprovados para o serviço policial”, disse o comandante.

Durante o treinamento, os animais são submetidos a rigorosos treinamentos, recebendo técnicas para ajudar no controle de distúrbios civis, farejo de entorpecentes, rebeliões, revistas em presídios, policiamento em favelas e locais de riscos entre outras tarefas que exigem muito dos animais. “O interessante é que os cães têm êxito completo em todas as missões que participam”, ilustra o major, enfocando que é cientificamente, comprovado que o cão tem cerca de 250 milhões de células olfativas a mais do que um ser humano.

Marcelo Oliveira enfoca que os policiais Márcio Oliveira, Angélica e Cardoso foram enviados ? São Paulo para freqüentar o curso de canil e manter um relacionamento muito próximo dos animais. Salienta que nessa sua fase inicial de implantação, o canil contará com três cães, mas ainda não foi definida a quantidade (de animais) que, futuramente, serão disponibilizados para atuar nas cidades da região.

Prefeito João Cury Neto, diz que a criação da unidade contribuirá para melhorar ainda mais o serviço que já vem sendo prestado pela PM em Botucatu, sendo o canil uma antiga reivindicação. “Temos como parceira nesse projeto a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, que disponibilizará o local adequado para abrigar essa unidade e os animais”, disse o prefeito que também está trabalhando pela vinda de uma equipe de Cavalaria.

Fotos: Valéria Cuter