TOR apreende mais de 700 gramas cocaína em rodovia

A equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) da Polícia Militar Rodoviária prendeu duas mulheres e um homem por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e uso de documento falso e captura de procurado na Rodovia Castello Branco, em Avaré, na manhã de 27 de Outubro de 2014.

Durante fiscalização a um ônibus de linha regular oriundo do Estado do Mato Grosso do Sul  e com destino ao Rio de Janeiro,  por volta das 08h30min, os policiais desconfiaram das atitudes de um casal que estava acomodado nas últimas poltronas do coletivo e ao solicitarem os bilhetes de passagem e a documentação perceberam que o homem apresentou para a equipe uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com indícios de ser falsa e a mulher apresentou o bilhete de passagem com o nome de outra passageira, sendo posteriormente localizada mais uma mulher no interior do coletivo que era a proprietária daquele bilhete de passagem.

Ao indagá-las a respeito da viagem, as mulheres ficaram muito nervosas e, à princípio, nada foi localizado nos seus pertences, já quanto ao documento apresentado pelo homem que as acompanhava, esse  acabou por confessar que era falso, porém não assumia sua verdadeira identidade.

Os policiais militares deram voz de prisão em flagrante ao homem por uso de documento falso e informaram aos abordados de que seriam encaminhados ao Pronto Socorro (PS) municipal a fim de serem submetidos a exames de Raio X ou outros exames para verificação se não possuíam drogas ocultas nos seus corpos, quando as mulheres confessaram que tinham cocaína introduzida nas partes íntimas.

Os detidos foram encaminhados ao PS de Avaré, onde as mulheres retiraram de suas parte íntimas três porções consideráveis da droga e posteriormente os três foram submetidos a exames de Raio X que confirmou que não havia mais drogas no seus corpos.

Foi dada voz de prisão em flagrante as duas mulheres por tráfico de drogas e ao homem por associação para o tráfico de drogas, sendo os três conduzidos ao Plantão de Polícia Civil de Avaré onde foi elaborado o flagrante.

Os policiais do TOR, após vários questionamentos ao homem que havia apresentado a CNH falsa, acabaram por descobrir ainda sua verdadeira identidade e que se trava de procurado da Justiça e possuía antecedentes criminais por roubo a bancos, formação de quadrilha, ameaça, cárcere privado, sequestro, porte ilegal de armas, receptação e homicídio, sendo que havia sido beneficiado com a sápida temporária (saidinha) do Dia dos Pais em agosto de 2008 e não mais retornou ao Centro de Progressão Penitenciária de São José do Rio Preto.

O homem de 46 anos foi encaminhado posteriormente ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cerqueira Cesar e as mulheres de 35 e 26 anos ao presídio feminino de Pirajuí, onde aguardarão o julgamento.

Quanto a droga, foi totalizada em 771,2 gramas de cocaína pura que após seu refino e a mistura de vários outros produtos poderia se chegar, no mínimo, ao dobro dessa quantidade que seria revendida em São Paulo.