Sistema Infoseg auxilia GAPE a capturar mais dois procurados

Equipe do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), Trombaco, Pichinin e Rezende durante patrulhamento preventivo pela Rua Flávio Rafanelli, no Jardim Monte Mor avistou um indivíduo pulando o muro de uma residência em construção.

Assim, a equipe logrou êxito em detê-lo e em consulta pelo Sistema Infoseg foi constatado que havia mandado de prisão em seu desfavor pelo artigo 155 (furto) do Código Penal, sendo assim conduzido até o Plantão Permanente onde a autoridade policial civil tomou ciência do ocorrido elaborando o Boletim de Ocorrência (BO).

Após ser colhido seu depoimento, esse cidadão chamado Cláudio Francisco da Silva, de 39 anos de idade, foi recolhido a Cadeia Pública local, permanecendo a disposição da Justiça. Vale ressaltar que o indiciado possui uma ficha criminal onde constam crimes como roubo, furto, estelionato, porte ilegal de arma e formação de quadrilha.

{n}{tam:25px}Medida protetiva{/tam}{/n}

Em outra operação do GAPE, desta feita com o inspetor Pimentel e agentes Adeílson e Nogueira, foi preso um cidadão de nome Silvio André Inácio Tonell, que era procurado pela justiça, com mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal de Botucatu.

A prisão ocorreu na Rua Ernesto Conti, região da Cohab V, onde os guardas compareceram para tomar conhecimento de que Inácio tinha mandado expedido devido ao descumprimento de medida protetiva decretada pelo juiz. O relatório da GCM consta que Tonelli alegou que sua ex-esposa fez de tudo pra que culminasse nesta situação e agora permanecerá preso. O indiciado foi recolhido ? Cadeia Pública de Botucatu, ficando ? disposição da Justiça.

{n}Sistema Infoseg {/n}

A GCM de Botucatu prendeu 178 indivíduos, 92 a mais que no ano de 2010, em razão da implantação Sistema Infoseg, que é um banco de dados nacional onde constam dados integrados da Justiça, das delegacias, multas e situação de regularização dos veículos e habilitação, além da base de procurados pela Interpol. Ele pode ser acessado por agentes de segurança pela internet. Em Botucatu o sistema foi implantado em 2009.

“Essa rede de pesquisas é de grande valia. Houve um benefício muito grande para a segurança e ? população, retirando procurados pela Justiça das ruas”, argumenta o secretário de Segurança Pública, Adjair de Campos, enfocando que desde a efetivação deste sistema chega a 316 entre pessoas procuradas pela justiça, bem como prisões em flagrante realizadas pela GCM.