Sistema de segurança pode ajudar a elucidar furto contra banco

A Polícia Civil de Botucatu, através da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), está trabalhando para esclarecer a um caso de furto contra a agência bancária do Banco Santander instalado na Rua Tenente João Francisco, na Vila dos Lavradores. A ação criminosa foi gravada pelo sistema de segurança do banco e as imagens poderão ajudar a identificar os autores do crime.

O crime foi detectado na manhã da última sexta-feira (18) quando foi iniciado o expediente de trabalho e os funcionários encontraram um dos caixas eletrônicos violado. O crime foi registrado em Boletim de Ocorrência (BO) pelo delegado Marcos Mores, na 2ª Central de Polícia Judiciária.

Apurou a polícia que o crime foi cometido por uma dupla que invadiu o banco após arrombar a porta de entrada e usou uma chave de fenda para arrombar o caixa eletrônico e levar R$ 36 mil. Os marginais ainda tentaram impedir as filmagens tapando a câmara com um envelope de uso do banco. O gerente daquela agência bancária não permitiu que a polícia gravasse as imagens gravadas e isso só seria feito com a autorização da matriz do banco.

O comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar de Botucatu, capitão José Semensati Júnior em entrevista ao jornal Acontece na manhã de sexta-feira, pouco depois de o crime ser detectado disse que a PM realizou o trabalho de cercar as imediações do crime com viaturas, mas nenhuma pessoa suspeita foi detida.

“Fizemos o patrulhamento, mas nada foi detectado. A hipótese mais provável é que os criminosos não sejam de Botucatu e ficaram na Cidade somente o tempo suficiente para estudar o funcionamento da agência bancária, praticar o crime e fugir”, deduziu o capitão da PM. “Mas isso só o trabalho investigativo irá dizer”, complementou.