Senhor de 70 anos acaba lesado por dois “milagreiros”

“Multiplicação de dinheiro”. Foi com esse argumento que dois estelionatários ludibriaram e lesaram um senhor de 70 anos de idade, logo que saiu da agência da Caixa Econômica Federal (CEF), onde havia recebido o pagamento de sua aposentadoria. Esse senhor, que terá o nome preservado, foi abordado no cruzamento das Ruas General Telles com a Visconde do Rio Branco, região central da cidade onde o volume de pessoas é acentuado.

Após sair da agência com R$ 1.200,00, esse senhor foi abordado por dois homens: um aparentando idade entre 25 a 30 anos e outro teria mais de 40 anos, que iniciaram um diálogo. Num dado momento, usando forte poder de persuasão (convencimento) os homens fizeram com que a vítima acreditasse que poderiam multiplicar o dinheiro, através do poder da oração. Além disso, a oração que faziam também podia curar enfermidades graves como o câncer.

Inocentemente, acreditando que aqueles homens tinham, realmente, esse poder, a vítima entregou os R$ 1.200,00 que havia acabado de sacar e mais R$ 300,00 que já estavam em seu bolso, totalizando R$ 1.500,00. O dinheiro foi “embrulhado” em um papel. Entretanto, enquanto um dos estelionatários distraia a vítima, o outro trocou o pacote com o dinheiro por outro “recheado” de papéis.

Os dois homens foram embora e depois de alguns metros o senhor decidiu olhar para ver se o dinheiro havia se multiplicado, mas para seu espanto só havia papéis. Ele acionou a Polícia Militar o caso foi registrado na 1ª Central de Polícia Judiciária para ser investigado pelos policiais especializados da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

De acordo com o delegado titular da DIG, Celso Olindo, que já se manifestou sobre esse assunto por várias vezes, os estelionatários ficam no interior do banco acompanhando o movimento como clientes comuns e observam quando uma pessoa, preferencialmente idosa, saca dinheiro e preparam o golpe.

“Por isso nossa recomendação é que pessoas idosas não devem comparecer sozinhas em agências bancárias para sacar dinheiro. Os estelionatários estão sempre atentos, aproveitam as oportunidades e as pessoas acabam sendo lesadas. E os golpes são os mais diversos. É preciso muita cautela e evitar conversar com pessoas estranhas ao sair com dinheiro de uma agência bancária”, orientou Olindo.

Foto: Ilustrativa