SAMU e GCM treinam para atuar em operações de risco

Fotos: Valéria Cuter

Na rampa da Base da Nuvem, na Serra de Botucatu, onde se pratica o vôo livre (paraglider) cedida pelo empresário Antônio Tosetto dos Santos, foi realizado um treinamento especializado para atuação em casos de salvamento e resgate de vítimas em locais de difícil acesso. O curso foi passado por dois especialistas em resgate do Serviço de Atendimento Médico ? Distância (SAMU) e dois policiais do Corpo de Bombeiros.

Participaram do curso 69 profissionais do SAMU de quatro cidades da região: Botucatu (32), Anhembi (15), Areiópolis (12), Pardinho (10), além de 29 agentes da GCM, 06 da Central de Ambulância e 04 policiais militares.

“Esse treinamento é muito importante para que nossos guardas, assim como os demais participantes, possam ter conhecimento básico e saibam agir em operações especiais onde as vítimas ficam em condições de risco, como florestas com precipícios e montanhas, necessitando de um atendimento emergencial especializado”, colocou o comandante da GCM, Sérgio Bavia.

Para realizar o curso foram usadas 10 cadeiras de rapel para resgate; 38 freios sendo 08 para descidas simples e 08 para resgate; 10 mosquetões; 06 pranchas de salvamento; dois cintos aranha e diversos materiais para a realização do trabalho dos primeiros socorros ? s vítimas.

“A filosofia da nossa Guarda implantada pelo secretário de Segurança Pública, delegado Adjair de Campos, é buscar o aperfeiçoamento constante dos nossos homens, sempre pensando em trabalhar em prol da comunidade”, disse Bavia.

E o comandante da GCM completa seu raciocínio. “Hoje a nossa Guarda Municipal está preparada para atuar em casos simples como encaminhar uma pessoa ao Centro de Atendimento ao Migrante e Mendicância (CAMIM), assim como agir em casos de alta complexidade como a prevenção e repressão dos mais variados tipos de crime e confronto com marginais e operações de resgate”.