Roubos de celulares estão sendo investigados

Nas últimas horas dois casos de roubo ? mão armada que estão sendo investigados pela equipe especializada da Delegada de Investigações Gerais (DIG) foram praticados em pontos diferentes da Cidade, porém com a suspeita de ser o mesmo criminoso, em razão das características físicas passadas pelas vítimas coincidirem. Os dois casos foram encaminhados ao Plantão Permanente da Polícia Civil.

No primeiro caso, registrado pela Polícia Militar por volta das 22 horas desse domingo (8), na Rua Coronel José Vitoriano Villas Boas, região central da Cidade, a vítima foi uma mulher de 43 anos de idade. Ela foi obrigada a entregar seu telefone celular a um rapaz que a abordou simulando estar com um revólver oculto por baixo de uma blusa que carregava na mão direita.

Quatro horas depois, ou seja, ? s 3 horas da madrugada desta segunda-feira (9), outro celular foi roubado, desta feita na Rua Major Matheus, região da Vila dos Lavradores, nas proximidades da Praça Cavaleiro Virgínio Lunardi (foto), tendo como vítima um rapaz adolescente de 17 anos de idade que estava caminhando pela via pública quando foi abordado e rendido pelo assaltante, que levou seu celular, fugindo em uma bicicleta.

A experiência policial nesses casos, em sua grande maioria, aponta que esse tipo de crime é cometido para que o infrator troque os aparelhos celulares roubado das vítimas por substâncias entorpecentes como crack, maconha e cocaína, em “biqueiras” espalhadas pelos bairros da Cidade.