Rapaz se envolve em acidente e faz falsa comunicação de crime

Na noite deste domingo o delegada Paulo Fábio Buchignani, confeccionou um Boletim de Ocorrência (BO), no Plantão Permanente, como desacato, resistência e falsa comunicação de crime, tendo como indiciado o encanador Fábio da Silva Carneiro, de 24 anos de idade.

A ocorrência teve início quando a polícia foi informada que o condutor de uma motocicleta Yamaha 125cc, placa BXQ-2003, de Botucatu havia se envolvido em dois acidentes seguidos na Vila dos Lavradores. No primeiro a moto bateu contra um VW Fusca, na Rua Braz de Assis, mas o condutor fugiu. Minutos depois, esta mesma moto colidiu contra uma mureta no cruzamento das Ruas Estela Paulino Lunardi com a Galvão Severino. Embora a moto tenha sofrido grandes danos materiais, o condutor fugiu adentrando a um matagal.

Enquanto a ocorrência era registrada no Plantão Permanente, a PM recebeu a informação de que aquela moto que havia se envolvido nos dois acidentes havia sido roubada. O próprio proprietário do veículo, no caso Fábio Carneiro, teria alegado que foi rendido por um desconhecido que armado de revólver anunciou o assalto levando a motocicleta. Afirmou, de acordo com o BO, que por estar abalado não poderia comparecer na delegacia e solicitou que os policiais fossem até sua casa para que pudesse registrar a queixa do roubo.

Quando a PMs chegaram até a casa de Carneiro, perceberam que ele estava com diversas escoriações recentes pelo corpo e muito nervoso. Não bastasse isso, os policiais perceberam que suas roupas coincidiam com as do rapaz que havia fugido ao bater com a moto na mureta. A partir desse momento, o indiciado teria se tornado agressivo e passou a desacatar os PM, sendo necessário o uso de força física para conduzi-lo ao Plantão Permanente.

Ao ser apresentado ao delegado Paulo Buchignani, Carneiro se negou a prestar declarações alegando que só falaria perante a um juiz. Ele acabou liberado, sendo beneficiado pela nova lei que dá o direito aos acusados que cometem crimes de menor potencial ofensivo, de responder processo em liberdade.

Fotos: Valéria Cuter