Quadrilha assalta fazenda no Bairro Alvorada da Barra

Crime está sendo investigado pela equipe especializada em esclarecimentos de furtos e roubos da Polícia Civil,  através da DIG, sob o comando do delegado Celso Olindo

 

Um caso de assalto, seguido de cárcere privado,  praticado por uma quadrilha na Fazenda Campina, localizada no Bairro Alvorada da Barra,  zona rural do município, com entrada pelo km 168 da SP-191 Rodovia Geraldo Pereira de Barros, está sendo investigado pela equipe especializada em esclarecimentos de furtos e roubos da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), sob o comando do delegado Geraldo Franco Pires.

Segundo aponta o Registro Digital de Ocorrência (RDO), por volta das 5 horas da manhã desta quarta-feira, um grupo de 10 homens armados com revólveres invadiu a casa sede e rendeu o administrador de 62 anos de idade, alegando que estavam no local para levar cabeças de gado e só usariam violência física se houvesse reação por parte da vítima.

Às 11 horas uma mulher de 49 anos que foi até o local para conversar com o administrador, também foi rendida. Ela chegou ao local em sua caminhonete Montana, de cor branca, placas FLH-7647.  Pouco depois uma terceira pessoa ficou nas mãos dos marginais:  um pedreiro de 40 anos que também tinha um trabalho a fazer na fazenda, sendo abordado assim que desceu de sua perua Parati, de cor vernelha, placas CNU-4878.

Parte dos criminosos ficou na casa para que o restante do grupo retirasse ao gado da área da fazenda, provavelmente usando dois caminhões. A quadrilha só deixou o local por volta das 18 horas, ou seja, 13 horas depois da invasão da sede. Os assaltantes fugiram levando 40 cabeças de gado, a caminhonete Montana  da mulher e a Parati do pedreiro. Após a comunicação do crime viaturas da Polícia Militar e Civil  estiveram no local e realizaram uma varredura pelas imediações, mas os marginais, assim como o gado e os veículos não foram localizados e o caso passou para o setor investigativo da Polícia Civil.