Projeto ‘Corujão’ promove palestra sobre segurança

O secretário Municipal de Segurança Pública, delegado Adjair de Campos, ministrou nesta quinta-feira (9), no Centro de Lazer Nova Aurora, que fica na Rua José Ravagnani, número 126 – Vila Nossa Senhora de Fátima, a segunda palestra do ‘Projeto Corujão’, lançado em maio passado. O encontro abordou a integração das formas de segurança e a prevenção da criminalidade.

Além do secretário compuseram a Mesa dos Trabalhos as seguintes autoridades: Domingos Chavari Neto (presidente do Centro de Lazer Nova Aurora e coordenador da Defesa Civil do Município); José Semensati Júnior (comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar); Paulo Renato da Silva (comandante da Guarda Civil Municipal – GCM), Lourenço Talamonte Neto (delegado assistente da Delegacia Seccional de Polícia); Isabel Rossi Conti (Ouvidoria Municipal) e Roque Roberto Pires de Carvalho (Ordem dos Advogados do Brasil – OAB – Subsecção Botucatu).

Adjair de Campos enfocou o trabalho que vem sendo desenvolvido na cidade com a união de forças entre as instituições que trabalham com Segurança Pública, como a Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal, visando coibir a criminalidade. “Essa união de forças fez de Botucatu uma das cidades de menor índice de violência no Estado de São Paulo e isso é motivo de orgulho para todos nós”, frisou.

Não deixou de lembrar que o projeto Corujão é uma parceria entre Secretaria Municipal de Segurança, por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ouvidoria Municipal, Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), União de Associações de Moradores Sociedades e Amigos de Bairros (Unasabs), Polícia Militar e Civil.

Explicou que o objetivo é envolver estudantes, professores, funcionários e pais de alunos em uma série de ações de prevenção e combate ao uso e tráfico de entorpecentes e outras drogas que provoquem dependência física ou psíquica, além de afastar pessoas mal intencionadas do ambiente escolar e seus respectivos bairros.

“Também faz parte desse contexto levar informação e orientação sobre violência doméstica, mediação de conflitos, perturbação ao sossego público, cidadania, civismo e ética. É isso que estamos fazendo aqui hoje e iremos fazer em outras instituições da cidade”, completou.
Autoridades presentes ao evento puderam fazer uso da palavra para explanar sobre a iniciativa e a maneira como cada instituição está trabalhando para realização de operações conjuntas, com o intuito único de prestar maior segurança ? população, principalmente para alunos das escolas públicas e privadas.

Vale destacar que a palestra inaugural do “Corujão”, sobre o uso e tráfico de entorpecentes, foi realizada no dia 31 de maio, no auditório da Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) de Botucatu, pelo delegado Paulo Fábio Buchignani, da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE).

Fotos: Valéria Cuter