Policial tira a própria vida dentro de cemitério em Itatinga

O policial civil João Alves da Silva, de 50 anos, conhecido em Itatinga como João Borracha cometeu suicídio na manhã desta sexta-feira, 18, dentro do cemitério da cidade. O fato foi percebido pelos coveiros que já trabalhavam no local.

"Eu estava a poucos metros dele. Ele passou por mim e me cumprimentou. Quando chegou no túmulo do filho dele, ainda conversou com a Cecilia que é uma mulher que cuidava do jazigo. Ele estava normal, ainda comentou que o jardim ao lado do túmulo estava bonito. Segundos depois, inexplicavelmente escutamos o tiro”, contou à equipe do Acontece Botucatu, o coveiro Ezequiel de Souza.

O disparo atingiu a cabeça do investigador, que morreu no local. João Borracha trabalhava na polícia em Itatinga há mais de 20 anos. Foi candidato a vereador nas duas últimas eleições municiais, tendo ficado como suplente em ambas. Segundo os conhecidos, nas últimas semanas ele teria demonstrado estar passando por alguma dificuldade emocional. "Nos últimos tempos ele estava vindo aqui no cemitério todos os dias, até duas vezes por dia. Não estava sendo um comportamento normal”, disse ao Acontece Jorge Luiz, outro coveiro do Cemitério da Saudade de Itatinga.

     
Cemitério de Itatinga   Coveiro Jorge Luiz notou comportamento diferente nas últimas semanas   Ezequiel de Souza foi um dos primeiros a perceber o que havia acontecido

 

Na polícia civil o clima foi de comoção pela perda do colega de trabalho. “Estava indo para a delegacia de Porangaba, quando me disseram que o João tinha feito besteira. Voltei imediatamente, acionei a perícia e conversei com os funcionários do cemitério", informou o delegado que responde pela polícia civil de Itatinga, Dr. Antenor de Jesus Zeque.

“Hoje cedo ele estava normal, segundo os funcionários aqui da delegacia. Ele deixou o carro aqui, checou o expediente do dia, abriu o talão da viatura e saiu. Ontem trabalhou normalmente. Nunca apresentou nenhum tipo de problema, ou seja, não deu motivos que justificasse essa atitude lamentável”, finalizou o delegado. O caso foi registrado em boletim de ocorrência como suicídio.

O velório está marcado para às 16:30 horas desta sexta-feira no velório municipal e o enterro previsto para as 14:00 de sábado, dia 19, no cemitério da saudade de Itatinga.

 

     
Delegacia de Itatinga   Túmulo onde o filho da vítma esta enterrado   Local onde o corpo de João Borracha foi encontrado