Policiais de Botucatu são homenageadas pelo CPI-7

A capitão Kátia Regina, a sargento Márcia e as soldados Rosa e Roseli, que fazem parte do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), de Botucatu, receberam homenagem do Comando do Policiamento do Interior da sétima região (CPI-7), que tem sede na cidade de Sorocaba e é comandado pela coronel Fátima Ramos Dutra. Ela, no mês passado, assumiu o cargo do coronel Silvério Leme Filho, que passou para a reserva.

Nesse evento, o CPI-7, homenageou 32 personalidades femininas de diversos segmentos da sociedade civil e militar, que fazem parte da sua área de comando e que abrange 79 Municípios do interior paulista, com um efetivo de 5 mil policiais. Dos 10 CPI’s de São Paulo, apenas o da região de Sorocaba tem uma mulher no posto mais alto.

Vale lembrar o CPI-7 é responsável pelo planejamento, coordenação, apoio e fiscalização das ações operacionais de preservação da ordem pública no 7º BPM/I, sediado em Sorocaba; no 12º BPM/I, sediado em Botucatu; 22º BPM/I, em Itapetininga; 40º BPM/I, em Votorantim; 50º BPM/I, em Itu; 53º BPM/I, em Avaré; e 54º BPM/I, em Itapeva.

Durante as solenidades as homenageadas ouviram palestras, assistiram a um show sertanejo e participaram de um “coffee black”. De uma maneira geral, a comandante do CPI-7 fez uma explanação sobre o papel da mulher na Polícia Militar.

“A situação das mulheres na Polícia Militar melhorou muito com o passar dos anos. Em 1955, quando as mulheres começaram a trabalhar na PM, existiam 13 policiais femininas. Hoje são mais de 10 mil. Sem contar que hoje a mulher atua em todas as atividades e funções administrativas e operacionais. A mulher PM é igual a qualquer mulher. Sempre incentivo nossas policiais a estarem bonitas, se cuidarem. As mulheres estão cada vez mais galgando posições de liderança. Elas são sentimentais, mas precisam se fazer respeitar”.