Polícia Rodoviária apreende 27 kg de pasta base de cocaína

Fotos: Luiz Fernando

 

Foram 27 tabletes de pasta base de cocaína, pesando, aproximadamente, um quilo cada um, apreendidos pela Polícia Militar Rodoviária com o tenente Maganha, sargento Vendrameto e cabos Fogaça e Claudemir numa operação desencadeada no km 208 da SP-280 Rodovia Presidente Castello Branco, no pedágio de Itatinga, na manhã desta quinta-feira (7). A droga estava escondida dentro do tanque de gasolina de um Ford Escort GL, placas MUA-6331 de Cascavel, do Paraná.

 

A operação teve início quando os policiais foram informados pela base rodoviária de Santa Cruz do Rio Pardo para interceptar e vistoriar um caminhão guincho com placas de São Paulo, transportando o Ford Escort. Os policiais se posicionaram no pedágio e deram voz de parada ao caminhão. Questionado,  o guincheiro (que não teve o nome divulgado),  revelou que estava trafegando pela pista, sentido São Paulo quando foi parado pelo condutor do Escort, que estava com problemas mecânicos. Esse automóvel estava sendo conduzido por Keyler de Oliveira e Silva, de 20 anos de idade.

 

Quando foi informado de que o carro seria revistado Keyler se mostrou apreensivo e acabou revelando que foi contratado em Cascavel para levar esse carro até um posto de combustível na Vila Maria, em São Paulo. Teria recebido R$ 500,00 de adiantamento e  receberia mais R$ 1.000,00 na entrega. Como o carro quebrou teve que contratar o guincho por R$ 400,00.  “Eu ia levar o carro pra São Paulo, mas não sabia que havia droga nele. Minha volta ao Paraná seria feita de ônibus”, disse o acusado, que foi indiciado em crime de tráfico de entorpecentes e recolhido à Cadeia Pública de Itatinga.

 

A versão do acusado não convenceu os policiais. “Quando informamos que o carro seria revistado ele mudou sua postura e pela nossa experiência deduzimos que havia algo errado. Passamos a fazer vistoria e chegamos até o tanque de gasolina onde estava escondido o entorpecente”, enfatiza o sargento Vendrameto. “Não é incomum os traficantes tentarem burlar a fiscalização contratando guincheiros para levarem carros de um estado para outro. Nossa equipe é preparada para este tipo de situação”,  complementa o tenente Maganha.