Polícia reconstitui crime onde mulher levou mais de 25 facadas

Na manhã desta segunda-feira (10) a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) realizou a reconstituição de um crime registrado como tentativa de homicídio duplamente qualificado cometido no dia 9 de setembro deste ano, na estrada vicinal que dá acesso ao Bairro de Toledo que fica ? s margens da Rodovia Marechal Rondon, entre os municípios de Botucatu e São Manuel. A reconstituição foi coordenada pela delegada Simone Alves Firmino.

A vítima foi uma mulher de 42 anos chamada Cleonice Aparecida Feliz Prado, que acabou localizada pelos policiais militares Gilberto e Márcio muito ferida com várias perfurações pelo corpo (mais de 25 facadas). Ela contou que o ex-namorado que trabalhava como lavrador em uma fazenda em São Manuel não aceitou o fim do relacionamento e depois de uma discussão passou a agredi-la com facadas pelo corpo atingindo o abdome, pernas, braços e costas. A mulher foi conduzida até o Pronto Socorro (PS) da Unesp onde passou por uma avaliação médica, permanecendo internada em estado grave. Atualmente, a mulher ainda está se restabelecendo dos ferimentos e não participou da reconstituição.

O acusado pelo crime, Jean Henrique Helsinque da Silva, de 18 anos de idade, deu uma versão diferente ? delegada Simone Firmino. Afirmou que conheceu Cleonice (que segundo ele era garota de programa) no mês de junho e saíram para fazer um programa sexual e depois disso, passaram a manter um relacionamento amoroso mais constante.

No dia dos fatos teria apanhado a mulher em Aparecida de São Manuel e estavam vindo para Botucatu em uma motocicleta. Para não pagar o pedágio entrou na estrada de Toledo cercada por um canavial. Passaram a discutir em razão de Jean querer terminar o relacionamento já há alguns dias, mas a mulher não aceitava a separação.

Na estrada ela teria tirado uma faca da bolsa e tentou esfaqueá-lo. Disse que entrou em luta corporal com a mulher, tomou a arma de sua mão e passou a golpeá-las por várias vezes. Depois, deixou a mulher sangrando na estrada, jogou a faca no canavial e voltou para sua casa em São Manuel onde revelou o ocorrido para sua mãe e esta teria telefonado ? polícia para que a mulher fosse socorrida. Ele deixou na cena do crime o capacete e o telefone celular.

“Ouvimos as duas versões e optamos em solicitar a prisão temporária do acusado, por tentativa de homicídio duplamente qualificado”, frisou Simone Firmino. “A reconstituição é importante para que possamos fazer uma reprodução simulada de tudo que aconteceu naquele dia. Essa simulação é feita baseada nas versões apresentadas pela vítima e o acusado. A vítima não pôde comparecer em razão de estar se recuperando dos ferimentos, mas uma policial a representou mantendo, fielmente, as informações que ela nos passou”, ressaltou Simone Firmino.

O resultado dessa reconstituição, continua a delegada titular da DDM, será incluído no inquérito policial que encaminharemos ao Ministério Público, onde o promotor de Justiça poderá denunciar o acusado ou arquivar o processo. “Nesse caso acreditamos que haverá a denúncia e o acusado, futuramente, poderá ser submetido a um julgamento popular”, concluiu a delegada.

Fotos: Valéria Cuter