Polícia Militar realiza mega operação de contrabando no Jardim Peabiru

Fotos: Valéria Cuter

Na noite desta terça-feira (5), a Polícia Militar de Botucatu realizou uma grande apreensão de cigarros contrabandeados do Paraguai em uma loja de roupas instalada na Rua Henrique Reis, região do Jardim Peabiru. Estiveram na operação o tenente Kleber, cabo Paulino e soldados Carlos, Raul e Forner, contando com apoio de outras viaturas que compareceram ao local.

A ação teve início quando os policiais receberam a informação de que havia armas no interior daquele estabelecimento comercial. Quando os policiais entraram na loja por uma porta lateral, renderam quatro pessoas, entre elas o proprietário Izaias Lourenço, de 36 anos. Também estavam na loja, Dilon de Souza (30), Paulo Rego (33) e Júlio Meira (26), que são de Foz de Iguaçu.

No chão da loja (que estava com a porta da frente fechada) havia centenas de pacotes de cigarros (marcas Eigth e TE) espalhados pelo chão e uma quantidade ainda maior dentro de um veículo Chevrolet Zafira, placas GZS-4929, de São Paulo. Foram apreendidos, aproximadamente, 3.500 pacotes de cigarros. Cada pacote contém dez maços.

“Quando chegamos ao local para atender a uma denúncia de que havia armas percebemos movimentação no interior da loja e entramos por um portão lateral. Eles ouviram o barulho e perceberam que a loja estava cercada. Mesmo assim tentaram fugir, mas foram todos rendidos. Para nossa surpresa localizamos essa grande quantidade de cigarros espalhados pelo chão da loja e dentro do Zafira”, lembra o tenente Kleber. Um outro veículo com placas de Itapevi que estava estacionado do outro lado da rua também foi apreendido para averiguação.

O proprietário da loja alegou que não é dono dos pacotes de cigarro, mas permitiu que fossem descarregados em sua loja, assim como o carro. “Essa Zafira quebrou na rua e havia um outro veículo, acho que um Corsa com duas pessoas que também estava carregado de cigarros. Eles me pediram para deixar tudo aqui enquanto iam atrás de um mecânico para consertar o carro quebrado. Passado um tempo, a polícia entrou e deu voz de prisão pra todo mundo”, lembra Izaias Lourenço. “Quis ajudar e acabei me complicando”, emendou.

Segundo um dos rapazes de Foz de Iguaçu, que respondeu pelo grupo, eles vieram a Botucatu para trazer a encomenda e receber dinheiro. “Por azar nosso, o carro em que a gente estava quebrou (Zafira) e a situação se complicou”, lamentou sem declinar o nome da pessoa que o contratou ou fornecer o nome dos elementos que vieram com ele ? Botucatu.

No início da madrugada desta quarta-feira (6), toda mercadoria apreendida, assim como os suspeitos de estarem envolvidos com o crime de contrabando foram conduzidos ? Polícia Federal de Bauru, onde as providências serão tomadas e seja apurado o grau de envolvimento de cada um. O proprietário da loja, que é de Botucatu, esteve assistido pela advogada Silvana Pradela.