Polícia Militar evita caso de suicídio na Rua Curuzu

Muitas vezes ao efetuar o trabalho de patrulhamento preventivo/ostensivo, a Polícia Militar (PM) se depara com casos inusitados. Foi assim na manhã desta quarta-feira (29), quando o sargento Paulo, cabo Mandú e soldados Nilici e Emerson foram acionados para comparecer na Rua Curuzu, no Bairro do Lavapés.

No local um homem armado com uma faca ameaçava tirar sua própria vida passando a faca no pescoço, dizendo que estava endividado e não queria mais viver. Chegou a se cortar quando encostou a lâmina afiada na pele. O nome desse cidadão ou qualquer outro dado que possa revelar sua identificação será mantido em sigilo, por motivos óbvios.

Depois de um diálogo, os policiais conseguiram demover a idéia de suicídio e o homem entregou a faca antes de ser atendido pela equipe especializada do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) e ser conduzido ao Pronto Socorro (PS) adulto.

O caso foi registrado em Boletim de Ocorrência (BO) na 1º Central de Polícia Judiciária. Em casos de suicídio seja ele tentado ou consumado, a investigação apura se alguém teria induzido ou colaborado para que a pessoa praticasse o ato. Na maioria das vezes o caso acaba arquivado.