Polícia Militar Ambiental inaugura sua nova sede

{bimg:41505:alt=interna:bimg}

Fotos: Valéria Cuter

Com a presença de várias autoridades estaduais como o secretário de Meio Ambiente, Bruno Covas Neto; o comandante do Policiamento Ambiental de São Paulo, coronel Milton Sussumu Nomura; o comandante do 1º Batalhão de Polícia Ambiental, tenente coronel Maurício Marchese Rodrigues; diversos prefeitos da região e autoridades municipais como o prefeito João Cury Neto; o presidente da Câmara Municipal, Ednei Carreira; o comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), tenente coronel Jorge Duarte Miguel; o juiz de Direito Marcos Vinicius Bachiega, entre outros, foi inaugurada, oficialmente, a sede do 2º Pelotão de Polícia Militar Ambiental de Botucatu, comandada pelo tenente Gustavo Henrique do Nascimento.

O complexo foi construído ? s margens do km 248+400 metros da SP-300 Rodovia Marechal Rondon, ao lado do antigo prédio do Departamento de Estrada de Rodagem (DER), num espaço de três mil metros quadrados, sendo 500 de área construída para atender a 26 municípios da região, agregando uma população estimada em 500 mil habitantes.

Também está dentro da área de comando da Ambiental de Botucatu as três maiores represas do Estado de São Paulo: Barra Bonita, Chavantes e Jurumirim. O território alcança 15 mil quilômetros quadrados de área terrestre, 1.000 quilômetros quadrados de rios e 1.500 quilômetros quadrados de represas, atendendo a uma média 100 denúncias de crimes contra a natureza por dia.

Coronel Milton Nomura rasgou elogios ao trabalho que foi desenvolvido para que a sede fosse construída. “Botucatu pode se orgulhar de ter uma das melhores e mais completas sedes da Polícia Ambiental de São Paulo, resultado de muito trabalho e do entrosamento com a Prefeitura, empresários e pessoas físicas da Cidade que entenderam a necessidade de a Polícia Ambiental ter um local adequado para atender a comunidade da região e ajudaram no processo de sua construção”, discursou o coronel.

O prefeito João Cury Neto, enfatizou que a Prefeitura sempre foi parceira do projeto desde que ele foi idealizado e Botucatu ganha uma sede que irá beneficiar toda a região. “Quero parabenizar, em especial, o tenente Henrique que esteve ? frente dessa idéia e sei das dificuldades que encontrou para concretizar esse projeto. A nossa Polícia Ambiental deu um grande salto de qualidade saindo de um espaço pequeno e inadequado na Garagem Municipal, em uma sala anexa da Secretaria de Obras, e se mudando para esse complexo amplo e bem localizado”, elogiou o prefeito.

O deputado Bruno Covas, ressaltou que a Ambiental de Botucatu deu um exemplo de determinação na elaboração de um projeto arrojado, onde a ajuda da comunidade foi fundamental. “Todos unidos em busca de um bem comum. É assim que podemos resumir a história da construção dessa sede que tem uma estrutura como poucas no Estado. Isso se deveu ao compromisso e o comprometimento da Cidade que abraçou a idéia desse projeto que hoje está sendo inaugurado”, disse Covas. “Só posso parabenizar a todos que estiveram envolvidos e deram sua parcela de contribuição para que (o projeto) fosse concretizado”, emendou o secretário de Estado.

{n}A sede{/n}

Embora tenha sido inaugurada, oficialmente, nessa sexta-feira, a sede já vem sendo usada desde o início do ano e levou quatro anos para ser construída. No prédio de 500 metros quadrados de área construída, estão diversos departamentos, com cozinha, dormitório, alojamentos, sala de aula, administração, comando, entre outras. Um das maiores novidades é a Sala Verde, com computador, projetada para receber alunos da Rede Pública e Privada para aulas de Educação Ambiental.

Com homens instruídos e disciplinados, veículos como viaturas e caminhonetes, além de barcos, o comando de Policiamento Ambiental fiscaliza crimes de caça e tráfico de aves e animais silvestres e armamentos para este fim, retirada ilegal de madeira, incêndio, palmito, supressão de mata atlântica, soltura de balões de fogo, entre outros.

De acordo com o tenente Henrique a nova sede muda a dinâmica de atendimento da Ambiental. “Temos agora um local adequado e planejado para atender as nossas necessidades operacionais e administrativas e prestar um melhor atendimento ? população”, colocou Henrique.

O interessante é que todo processo desde o desenho da planta até a conclusão da obra foi acompanhado pelo comando da Ambiental. “O desenho da sede foi idealizado por mim e pelo sargento Rabelo com a opinião de outros policiais. Então cada sala, cada detalhe foi desenhado por nós”, conta Henrique. “E tem outra coisa, nós amassamos muito reboque durante a construção e também fizemos os serviços de pintura. Então essa sede tem um pouquinho de cada um de nós”, emenda.