Polícia esclarece assassinato contra corretor de imóveis

A polícia esclareceu o homicídio cometido contra o corretor de imóveis Laurindo Pires Marques, ocorrido no dia 27 de abril deste ano. O corpo foi localizado pela Guarda Civil Municipal (GCM) caído à beira de uma estrada de terra num canavial ao lado de uma caminhonete Montana, placas DZI-2246, de Botucatu, no final da Avenida Prefeito Joaquim Amaral Amando de Barros, no Jardim Cambuí.

O crime teria sido arquitetado pela mulher do corretor, Antônia Eleta Santucci, que contratou quatro adolescentes, entre eles uma menina de 16 anos e um rapaz chamado Leandro Rogério Telis, de 19 anos. Alegou a acusada que estava sendo traída pelo marido e era agredida pelo mesmo. Orientados pela mandante os executores invadiram a residência do casal e mataram Marques por enforcamento no sofá da sala.

Posteriormente, eles colocaram o corpo da vítima na sua própria caminhonete que foi conduzida por Leandro para “desovar” o corpo na estrada. Outro carro fez o acompanhamento para trazer Leandro para o centro da cidade, já que a caminhonete ficou no local, junto ao corpo. Todos os envolvidos foram identificados e deverão responder por crime de homicídio duplamente qualificado.