PM realiza a dois flagrantes de furtos em regiões diferentes

Em duas operações distintas realizadas em pontos diferentes da Cidade, neste domingo, a Polícia Militar de Botucatu tirou de circulação duas pessoas que foram enquadradas em crime de furtos qualificados pela delegada Rose Mary Ribeiro Dias, no Plantão Permanente. Ambos os acusados foram recolhidos ? Cadeia Pública local, sendo os objetos furtados devolvidos aos proprietários.

Na Rua Joaquim Marins, região pertencente ? Vila São Luiz, os policiais militares Carlos e Rocha prenderam um cidadão de nome Júlio César Martins Moraes, de 28 anos de idade, conhecido como “Inhão”, já bastante conhecido nos meios policiais.

Esse cidadão invadiu uma residência através de arrombamento da porta da cozinha e revirou toda a casa em busca de dinheiro. Ele levou um telefone celular e a quantia de R$ 10,00. Deixou para trás uma mochila com um DVD da casa.

O marginal foi flagrado saindo da residência e suas características foram passadas aos PMs, que efetuaram patrulhamento localizando o acusado portando o celular levado da vítima, no bolso de sua bermuda. “Fiz isso porque precisava muito de dinheiro para pagar uma dívida”, tentou justificar o meliante.

{n}{tam:25px}Rapaz é preso por furto a veículo{/n}{/tam}

{bimg:27060:alt=interna:bimg}

Outro flagrante de furto qualificado foi feito numa ação deflagrada pelos policiais militares Sidinilson e Daniele, na Rua Benjamim Figueiredo, região do Jardim Eldorado, quando foi preso Cícero Augusto Fonseca de Oliveira, de 18 anos de idade, que havia arrombado a porta de um veículo modelo Fiat, com placas de Botucatu, para furtar um toca CD no painel. Ele agiu em companhia de um adolescente de 15 anos de idade, que foi apreendido, mas acabou sendo libertado.

Com a chegada dos policiais os dois saíram correndo, mas Cícero Oliveira acabou jogando o produto de furto no chão e fugido. Entretanto, deixou cair seus documentos, o que facilitou o trabalho policial na sua identificação e ele acabou sendo preso nas proximidades de sua casa, na Rua Marina Jaqueta Santos, região da Chácara dos Pinheiros, onde recebeu voz de prisão.

Na delegacia Cícero alegou que já teve passagens policiais quando era adolescente e esteve internado na Fundação Centro de Atendimento Sócioeducativo ao Adolescente (CASA). “Dei bobeira e quando vi o “rádio” no carro estacionado achei que seria fácil cometer o furto, mas a polícia chegou e eu fugi, mas eles me pegaram. Agora vou ter que pagar por mais esta”, colocou.

Fotos: Quico Cuter