PM prende suspeitos de planejar assalto contra despachante

De acordo com o que está descrito em Boletim de Ocorrência (BO) os soldados Doriguel e De Moraes conseguiram neutralizar na noite desta quinta-feira (5) uma tentativa de assalto que estaria prestes a acontecer e a vítima seria o proprietário de um despachante. Foram detidos para averiguação: Charles F.P. e João Paulo M.B., com 19 e 20 anos de idade, respectivamente.

Consta que por volta das 19 horas, os policiais foram acionados pelo Comando da Polícia Militar (COPOM) informando que dois elementos que estariam encapuzados haviam deixado uma motocicleta estacionada na Rua Dr. Cardoso de Almeida, região central da Cidade. A informação ao COPOM chegou via telefone 190. Em patrulhamento os policiais localizaram a dupla e o que chamou a atenção foi um dos elementos estar vestido com uma blusa de moleton com capuz para o frio, quando naquele momento da abordagem fazia muito calor.

“Na revista pessoal encontramos com um dos elementos (Charles) um revólver calibre 38 municiado e ao serem questionados sobre o que fariam com a arma eles revelaram que pretendiam assaltar o despachante, mas desistiram e retornaram para onde eles haviam deixado a motocicleta há dois quarteirões de distância do despachante”, explanou o soldado Doriguel.

“Eles haviam estudado o terreno e tinham conhecimento de que a vítima deixava o local de trabalho todos os dias, por volta das 19 horas, carregando uma maleta até seu carro e estavam esperando o momento certo para agir, mas não tiveram tempo para isso”, complementou De Moraes.

A motocicleta que seria usada para dar fuga aos supostos ladrões é uma Honda 125cc, com placas de Botucatu. “Fizemos o levantamento da origem dessa motocicleta e ela está com a documentação em dia e não é produto de furto ou roubo”, observou Doriguel.

Inicialmente, a dupla foi levada ? Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e apresentada aos delegados Celso Olindo e Geraldo Franco Pires, já que os averiguados poderiam estar envolvidos em outros crimes que estão sendo investigados. Posteriormente, assistidos pela advogada Silvana Pradela Carli, foram conduzidos até o Plantão Permanente onde a delegada Ana Carolina de Brito fez a lavratura do boletim policial arbitrando uma fiança a Charles no valor de R$ 1.000,00, que foi paga por familiares. O companheiro (João Paulo) prestou depoimento como testemunha. Após o pagamento da dívida, ambos foram liberados.

Fotos: Valéria Cuter