PM prende dupla que seqüestrou senhora de 56 anos

A Polícia Militar em duas operações em setores diferentes da cidade conseguiu prender os dois homens que tiveram participação no roubo seguido de sequestro relâmpago e cárcere privado cometido contra uma senhora de 56 anos de nome Terezinha Martins G.K., por volta das 23h10 do dia 23 (quinta-feira) no cruzamento das Ruas Prefeito Tonico de Barros com a Cardoso de Almeida, região central da Cidade, tendo como vítima uma mulher de 56 anos de idade, chamada Terezinha Martins G.K., que é funcionária pública.

O primeiro, Miguel Marques Ferreira, de 22 anos, foi preso na Rua Ana Vieira, no Bairro Santa Maria I, no dia 24 (sábado) pelos policiais Fernando e Bianchi que realizavam averiguações sobre uma operação de furto de motocicleta Honda, placa DNR-6115, ocorrido dia 15 de dezembro, último. Foi a própria vítima que percebeu que Ferreira estava guardando a moto no seu quintal.

Com a chegada da PM, Miguel Ferreira alegou que embora a motocicleta estivesse no quintal de sua casa, não sabia quem a havia colocado lá. Encaminhado ao Plantão Permanente prestou depoimento e recolhido ? Cadeia Pública. Posteriormente, foi detectado que era um dos assaltantes que cometeu o roubo contra a mulher.

Na manhã deste natal (25), o segundo participante do roubo acabou preso, também na Rua Ana Vieira, no Bairro Santa Maria I, desta feita numa operação feita pelos policiais militares cabo Mandu e soldado Eliete. Foi preso Diego Vitorino Nascimento, de 21 anos, que estava vendendo dois auto-falantes, retirados do carro da mulher no dia do roubo. Ao ser flagrado Diego Nascimento acabou confessando ser autor do roubo contra mulher e agiu em conluio com seu vizinho Miguel Ferreira, sendo recolhido ? Cadeia Pública.

{n}O crime{/n}

Miguel Marques Ferreira e Diogo Nascimento, segundo dados contidos no Boletim de Ocorrência (BO) abordaram a mulher que estava estacionando seu carro, um Ford KA, de cor preta, placas CVC-0396, de Botucatu e anunciaram o assalto. Armados com facas e não usando capuzes (acessório comum para este tipo de crime), os marginais fizeram com que a mulher entrasse no carro, sendo mantida como refém.

Os assaltantes seguiram pelo centro da Cidade e alcançaram a Rodovia João Hipólito Martins – Castelinho e chegaram a parar em um posto de combustível para abastecer, usando R$ 20,00 da vítima. Prosseguindo o trajeto os marginais saíram da Castelinho e adentraram pela rodovia vicinal Eduardo Zucari, principal via de acesso ? empresa Eucatex, uma das maiores e mais conceituadas fabricantes de chapas prensadas do mundo e pararam em uma floresta de eucaliptos.

Usando o cinto de segurança do carro, os marginais prenderam a mulher em uma árvore, amarraram suas mãos e pernas e a amordaçaram. Deixando a vítima na total escuridão, os marginais fugiram levando seu carro, o telefone celular e a bolsa contendo documentos pessoais, talão de cheques, cartões de crédito e certa quantidade em dinheiro.

Depois de os bandidos terem ido embora, a mulher conseguiu se soltar e chegou até um local onde havia um homem trabalhando com uma máquina agrícola no horário noturno. Ela relatou o fato e a polícia foi acionada para que o BO fosse elaborado no Plantão Permanente pela delegada Michela Aparecida da Silva.

{n}Carro localizado{/n}

No início da manhã de sexta-feira (23), moradores da Rua José Antunes Filho, altura do número 271, na região da Cohab I, localizaram o carro roubado no assalto que foi abandonado em via pública, com as chaves no contato e a Polícia Militar (PM) foi acionada.

O carro estava, aparentemente, intacto, porém sem o toca-CD. Isso se deduz que os marginais levaram a mulher até a estrada vicinal Eduardo Zucari, deixaram-na amarrada e amordaçada e retornaram ? Cidade, onde abandonaram o veículo.