PM prende dupla de assaltantes em flagrante

{bimg:32018:alt=interna:bimg}

Dois elementos que cometeram um assalto contra uma família na Chácara Nossa Senhora das Graças, área rural da Cidade de Pardinho, na noite de segunda-fera (18) foram presos em Botucatu durante a madrugada desta terça-feira (19) numa operação que envolveu viaturas e a Força Tática da Polícia Militar. Estiveram na operação os sargentos Leonardo e Laudo, o cabo Nepomuceno e os soldados Winckler, Arruda, Gonzaga e Tuono.

Na operação foram presos Tiago Vinícius Burgarelli de Albuquerque, de 21 anos e Adriano Rodrigues da Silva, de 34. Um terceiro elemento que participou de crime já está identificado, mas permanece foragido.

O trio armado com revólveres e encapuzado chegou ao local em um veículo VW Parati branca, invadiu a casa da chácara e rendeu a família de Carlos Alberto Galvani, que foi agredido pelos marginais. Eles anunciaram o roubo disparando três tiros para o ar com o propósito de intimidar as vítimas e evitar qualquer tipo de reação.

Os marginais levaram da casa, entre outras coisas, um notebook, três telefones celulares, relógios, R$ 300,00 em dinheiro e um veículo Chevrolet Prisma, com placas de Pardinho que estava na garagem. Esse carro foi, posteriormente, abandonado na Rodovia Gastão Dal Farra, nas imediações do Jardim Aeroporto, Município de Botucatu e localizado pelos agentes Trombaco, Rezende e Adeílson da Guarda Civil Municipal.

Entretanto, na fuga, um deles (Albuquerque), deixou cair o seu telefone celular e através dele o Serviço de Inteligência da PM e policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), chegaram até a namorada do criminoso, que foi preso pela Força Tática em sua casa na Cohab I. Na sequencia foi preso Adriano Silva. O terceiro elemento conseguiu escapar do cerco policial e deverá ser capturado nas próximas horas.

Albuquerque e Silva foram encaminhados ao Plantão Permanente, apresentados ? delegada Michela Aparecida da Silva Ragazzi, enquadrados em crime de roubo seguido de lesão corporal e recolhidos ? Cadeia Pública. Eles são suspeitos de terem cometido outros crimes de roubos na Cidade.

Fotos: Acontece Botucatu