PM flagra animais silvestres em cativeiro e apreende arma

Uma operação realizada pelos policiais militares cabo Vocci e soldado Lofiego da Rondas Ostensivas Com Auxílio de Motocicleta (Rocam) pela Rua  Flavio Benicasa, na Vila Jardim, resultou em um flagrante de animais silvestres sendo mantidos irregularmente em cativeiro e apreensão de uma pistola calibre .380, com a numeração adulterada. Foi preso no local Wellington Rodrigo Rocha, de 27 anos.

Em patrulhamento os policiais receberam a informação de que esse cidadão estaria comercializando armas e animais. Chegando ao local encontraram o portão aberto, mas ninguém atendeu. Os policiais entraram no quintal e localizaram em um cômodo nos fundos da casa um iguana,  um lagarto teiú, quatro aranhas caranguejeiras e duas cobras.

Depois de certo tempo em que os policiais estavam no quintal o proprietário da casa (Wellington) chegou e reconheceu que os animais pertenciam a ele e havia conseguido através de barganhas. No quarto desse cidadão os policiais encontram a pistola e um caderno de anotações de venda de uma espingarda e uma garrucha.

Como foi caracterizado crime contra a natureza a Polícia Ambiental foi acionada e compareceu ao local com os cabos Viotto e Vergamashi e aplicaram uma multa de R$ 38  mil ao infrator.  No apoio estiveram o sargento Isaias e cabo Luis Alberto.

Na 1ª Central de Polícia Judiciária, o delegado Marcos Sagin Campos ratificou a voz de prisão já dada anteriormente pelos policiais militares e  enquadrou o indiciado em crime ambiental (manter animais em cativeiro sem permissão do órgão competente – Ibama) e porte ilegal de arma, sendo ele recolhido à Cadeia Pública de Itatinga.