PM deteve gangue de adolescentes após assalto

Fotos: Luiz Fernando

A equipe da 1ª Compania da Polícia Militar (PM), com os sargentos Rosivaldo e Ronaldo e o soldado Minici, efetuaram a prisão de três adolescentes que por volta das 6 horas da manhã desta sexta-feira (8), assaltaram a Padaria Pessin, na Rua Amando de Barros, região central da Cidade.

Armados com pontas de lanças pontiagudas usadas em grades de ferro que cercam residências, os adolescentes renderam o proprietário do estabelecimento comercial e anunciaram o assalto, levando R$ 202,00 em dinheiro, R$ 12,53 em moedas e 11 cartões telefônicos, fugindo sentido Vila Maria. Antes de assaltar a padaria os adolescentes tentaram roubar duas mulheres e só não concluíram crime em razão de haver testemunhas na rua. Eles, então, invadiram o estabelecimento comercial.

Com as características dos infratores os policiais militares em patrulhamento encontraram os acusados na Rua Padre Euclides, na Vila Maria, fizeram a abordagem e deram voz de apreensão. São eles: K.T.H.A.S.O. de 16 anos e outros dois com 17 anos: K.A.I.S. e L.D.S.M. de 17 anos. Com eles os policiais recuperaram os produtos roubados da padaria.

Na Delegada de Investigações Gerais (DIG), os adolescentes confessaram outros furtos e assaltos que vinham ocorrendo na Cidade nas últimas semanas, principalmente, roubos de telefones celulares de transeuntes. “A gente mira os “boy” arranca os “celular” e leva na “biqueira” de fumo para trocar com crack”, disse K.O.

O delegado titular da DIG, Celso Olindo, ressaltou que a detenção dos adolescentes poderá fazer com que vários crimes que estavam em fase de investigação sejam elucidados. “Eles já confessaram vários crimes e as características passadas pelas vítimas ao setor investigativo coincidem. Nas próximas horas faremos um levantamento dos crimes que foram cometidos”, disse Olindo.

Após confeccionar o Boletim de Ocorrência (BO), o delegado fez o encaminhamento dos infratores ? Cadeia Pública de Itatinga até que o juiz da Vara da Infância e Juventude encontre vagas e os encaminhe a uma Fundação do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA).