PM constata redução nos crimes de roubos e furtos

O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar de Botucatu (BPM), tenente coronel José Aparecido Godoy Siqueira, divulgou os índices criminais de Botucatu, que vislumbram uma importante redução na ocorrência dos crimes que mais incomodam a população em geral, como o furto e o roubo.

Siqueira destacou a importância do estudo dos índices estatísticos, os quais possibilitaram o emprego correto da força policial nos locais de maior incidência criminal, ou seja, a polícia está intensificando o patrulhamento preventivo nestes locais para a diminuição dessas ocorrências.

“A prevenção é a palavra chave para o sucesso do trabalho da Polícia Militar, uma vez que amplifica a sensação de segurança da população, bem como possibilita o imediato acionamento dos patrulheiros quando da ocorrência de um delito”, frisa o comandante, que também destacou a participação da população junto ? PM denunciando qualquer ilícito pelo fone 190 ou 181, garantindo o anonimato do denunciante.

Com relações ? s estatísticas do primeiro trimestre de 2010 em relação ao ano de 2011, o comandante do 12º BPM apontou para a queda acentuada do furto de veículos, que diminuiu em 48% (de 49 para 33). O outro destaque foi a diminuição dos índices de roubo, que caíram 33% (de 28 para 21).

“A providência que ajudou na queda dos índices criminais foi a contratação de mais soldados temporários, o que possibilitou a liberação dos soldados prontos para o patrulhamento preventivo”, disse Siqueira. “Outra ajuda veio na forma da melhoria do armamento dos policiais militares, com o investimento na compra de pistolas semi-automáticas calibre .40 para todos policiais militares”, acrescentou o comandante do 12º BPM.

Outro ponto importante citado por Siqueira é o trabalho sincronizado em operações conjuntas que acontece regularmente em Botucatu. “A sensação de segurança é resultado da integração da PM, com outros órgãos como a Policia Civil e Guarda Municipal e o trabalho ostensivo preventivo e de repressão, quando ocorrem os delitos com a prisão dos autores”, finalizou.