PM acaba hostilizada em apreensão de adolescentes

Os garotos acabaram sindicados em crimes de desacato e desobediência e um deles estava com mandado de apreensão expedida pelo juiz da Vara da Infância e Juventude e foi recolhido ao NAI

 

Em duas ações de patrulhamento distintas realizadas em regiões diferentes da cidade, na noite desta terça-feira, a Polícia Militar foi hostilizada por pessoas que residem nos locais onde as operações foram desenvolvidas, quando na abordagem feita a dois adolescentes de 16 anos de idade, sindicados em crimes de desacato e desobediência. Um deles estava com mandado de apreensão expedida pelo juiz da Vara da Infância e Juventude e foi recolhido ao Núcleo de Assistência Inicial (NAI).

Na Rua Clóvis Felix de Araújo, no Residencial Santa Maria, o cabo Raul e soldado David ao fazer a abordagem a um menor, este recusou-se a colocar as mãos sobre a cabeça desobedecendo às ordens e ofendendo a guarnição. Teria se dirigido a equipe dizendo que “cuida do bairro e não precisava de policia lá”.  Ele tentou evadir-se, mas acabou detido e durante a consulta de seus antecedentes constatou-se que era procurado da justiça.


Outra apreensão de adolescente, esta realizada pelos policiais militares Daniel e Marcos, aconteceu na Rua José de Alencar Saboya, no Parque Marajoara, quando um adolescente desentendeu-se com um vizinho por causa de uma caçamba e o ameaçou com um facão. Com a chegada da  PM o garoto foi apreendido e durante a ação um grupo de pessoas se manifestou  contestando a PM, sendo necessário reforço de outra viatura para que o adolescente fosse apresentado no Distrito Policial