Pesca predatória é flagrada pela Polícia Ambiental

Policiais do 2º Pelotão de Policia Militar Ambiental de Botucatu, sob o comando do subtenente Dagoberto,  atuando com os cabos Viotto e Negrão e soldado Fonseca realizaram patrulhamento embarcado pelos municípios de Botucatu, São Manuel e Anhembi,  pela Represa de Barra Bonita, com vista a pesca predatória, no período que antecede a Piracema 2015/2016. Ação resultou na apreensão  de  8.800 metros de redes de nylon  (quase 09 quilômetros de redes).

Alguns pescadores foram surpreendidos durante a pratica da pesca irregular sendo os mesmos autuados e multados para responder pelo crime praticado conforme a Lei nº 9.605/98, que prevê uma pena de 1 a 3 anos de detenção. O nome dos envolvidos não foi revelado.

A Polícia Ambiental de Botucatu que tem no comando o subtenente Dagoberto atende a 26 municípios da região, agregando uma população estimada em 500 mil habitantes.  Está dentro da área de comando da Ambiental de Botucatu as três maiores represas do Estado de São Paulo: Barra Bonita, Chavantes e Jurumirim.

Além disso, o território de Botucatu alcança 15 mil quilômetros quadrados de área terrestre, 1.000 quilômetros quadrados de rios e 1.500 quilômetros quadrados de represas, atendendo a uma média 100 denúncias de crimes contra a natureza por dia. A sede  está instalada ás margens do km 248+400 metros da SP-300 Rodovia Marechal Rondon, ao lado do antigo prédio do Departamento de Estrada de Rodagem (DER), num espaço de três mil metros quadrados, sendo 500 de área construída.