Patrulha da Paz avalia ações do primeiro semestre

Os alunos que participam do programa Patrulha da Paz desenvolvido pela Guarda Civil Municipal (GCM) de Botucatu, realizaram entre os dias 28 de julho a 11 de agosto a primeira avaliação das matérias referente ao primeiro semestre do curso (história da GCM, Cidadania e Civismo e Pequenos acidentes domésticos). Essa prova serve como parcial das notas finais e avalia o entendimento do conteúdo proposto aos estudantes.

Além das matérias em sala de aula à prova é composta de perguntas extraídas das visitas técnicas que os alunos realizam, nesse primeiro semestre visitaram a sede da Guarda Municipal, a unidade do Poupatempo e assistiram à palestra dos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Para o segundo semestre o conteúdo programado conta com as aulas de conscientização do trânsito, perigo das bebidas alcoólicas, o uso das drogas e aula de Ordem Unida (movimentos de coordenação motora) ao final dessas matérias os alunos realizam nova avaliação e somado a primeira prova mais nota de comportamento em sala de aula e atividades realizadas nas cartilhas didáticas obtém a média final e são contemplados com passeios especiais e premiações durante a formatura.
 
 

Sobre o Programa

 

O programa Patrulha da Paz é desenvolvido desde o ano de 2010 e hoje abrange 10 escolas do ensino fundamental, atendendo diretamente 750 alunos do 5° ano escolar, tendo como objetivo principal resgatar a cidadania e o civismo, sentimento esse apagado durante o passar dos anos e a conscientização da preservação do patrimônio público. Durante o ano letivo os alunos têm encontros quinzenais com os guardas da patrulha escolar onde ministram aulas e acompanham as crianças durante todas as atividades.

Escolas Participantes EMEF Angelino de Oliveira, EMEF Raul Torres, EMEF Prof. Paulo Guimarães, EMEF Prof. Raymundo Cintra, EMEF Prof. José Antônio Sartori, EMEF Prof.ª Elda Moscogliato, EMEF Prof. João Maria de Araújo Junior, EMEF Prof. Francisco Guedelha, EMEF Prof. Luiz Tácito Virginio dos Santos e Obra Madre Marina Vildemari.