Parentes perdem a vida em dois acidentes no mesmo dia

Esta quarta-feira (30) foi bastante trágica para uma família de Botucatu. Duas pessoas da mesma família (primos) morreram em acidentes ocorridos na mesma região (Jardim Itamarati), entretanto, em horários e situações diferentes. Os corpos foram velados no Complexo Funerário Orlando Panhozi (foto).

O primeiro acidente foi registrado pelos policiais militares Bento e Carvalho e vitimou o adolescente Matheus de Paula Lopes, de 15 anos de idade, no cruzamento das Ruas Luzia Damasceno Pontes com a Benjamin Figueiredo no Jardim Itamarati, por volta das 12 horas.

Ele trafegava com sua bicicleta pela Rua Luzia Damasceno e ao atingir a Benjamin Figueiredo bateu violentamente contra a lateral de um veículo Fiat Uno, com placas de Botucatu conduzido por Jaime Ramos de Oliveira Júnior. O impacto da colisão foi de tal gravidade que o adolescente, literalmente, entrou no veículo.

Matheus foi socorrido pela equipe de resgate do Corpo de Bombeiros em estado grave e conduzido ao Pronto Socorro da Unesp, mas não resistiu aos ferimentos e veio a falecer no início da tarde. Dados desse acidente foram encaminhados ao 2º Distrito Policial (DP) onde o delegado Marcos Mores elaborou o Boletim de Ocorrência (BO) de homicídio culposo (sem intenção de matar). O Fiat Uno ficou aprendido por estar com documentação irregular, segundo dados do BO.

{n}Outro acidente fatal{/n}

O outro acidente com vítima fatal aconteceu por volta das 20 horas, no cruzamento das Ruas João Batista Carnieto com Darciso Coneglian, também na região Jardim Itamarati. A vítima foi mototaxista Márcio José Quirino, de 31 anos, que é primo do adolescente Matheus Lopes que havia falecido no início da tarde. O mais trágico é que Quirino saiu de sua casa, exatamente, para velar o corpo do parente.

Ele estava em sua moto Honda Titan, quando perdeu o controle da direção vindo a bater a cabeça violentamente contra o asfalto causando-lhe traumatismo craniano. Os motivos que levaram Quirino cair da sua moto e ser arremessado ao asfalto ainda estão sendo averiguados. Quando os policiais militares Márcio e Pereira chegaram ao local, Quirino estava desfalecido em estado grave.

A equipe de resgate do Corpo de Bombeiros esteve no local, prestou os primeiros socorros e encaminhou a vítima ao Pronto Socorro (PS) da Unesp onde veio a falecer após dar entrada. O Boletim de Ocorrência foi confeccionado no Plantão Permanente, mas o inquérito policial será aberto pelo delegado titular do 2º Distrito Policial (DP), Marcos Mores, para esclarecer os motivos do acidente que vitimou o mototaxista.