Para enganar o pai, internado no HC, homem inventa furto de veículo e é descoberto pela polícia

Um morador da cidade de Piraju, de 27 anos, que está com o pai internado no Hospital das Clínicas de Botucatu, registrou um boletim de ocorrência de furto de um veículo gol, que teria sido levado das dependências da Unesp na madrugada de sábado, 21.  A mensagem de furto foi repassada a toda rede policial, que passou a procurar o carro pelo município.

Na tarde de segunda-feira, 23, os policiais Militares Sargento Laudo e Cabo Luís Alberto conversaram com a suposta vítima para mais detalhes do furto. Quando foi consultado o documento do rapaz, foi constatado que ele estava procurado por falta de pagamento de pensão alimentícia. Encaminhado à DIG para as providências, durante o caminho ele caiu em várias contradições quanto ao furto que havia registrado.

“Como ele deu várias versões a respeito do furto, ele começou a cair em contradição. Perguntado se ele saiu da Unesp com o veículo no dia do furto, ele disse que não, depois que sim e finalmente que saiu, mas não com o veículo. Ele informou ainda, que saiu com uma moça, que por telefone nos confirmou que ele estava com o gol preto, de propriedade do pai, internado na Unesp. Diante desse fato ele não teve como negar o acontecido”, disse ao Acontece Botucatu, o Sargento Laudo, da PM.

Na verdade, o rapaz saiu com uma jovem de Botucatu na noite de sexta-feira, 20, e quando voltava para o hospital rodou com o carro na pista e bateu contra um poste, na rodovia Domingos Sartori. Para não ser castigado pelo pai, que não permitia que ele usasse o carro sozinho, o homem inventou a história que contou incialmente à polícia. “O carro não estava arrobado e permaneceu trancado com as chaves, que ficaram com ele. A justificativa dele foi que o pai não deixa ele sair sozinho com carro e teria feito isso escondido”, completou o Sargento.

Além de estar com pendencias judiciais quanto à pensão alimentícia, ele vai responder também por falsa comunicação de crime. O rapaz foi encaminhado à cadeia de Itatinga e posteriormente será levado a um CDP da região para aguardar as providências cabíveis. O carro foi levado à base da polícia rodoviária, onde permanece à disposição do proprietário.