Pai denuncia filho dependente por furto de televisor

Os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM), Celso e Pires foram acionados através do telefone 199, para comparecer no Jardim Planalto, onde segundo o solicitante que informou que sua TV de 26 polegadas da marca LG, havia sido furtada.

Quando os guardas municipais indagaram a vítima se tinha conhecimento do possível autor do furto, a vítima revelou que teria sido seu próprio filho, chamado Virgilio Romualdo, de 28 anos de idade, que já é bastante conhecido nos meios policiais e seria, segundo o pai, dependente químico (viciado em crack).

O solicitante preferiu representar contra seu filho, já que, não seria a primeira vez que subtraí objetos da residência para vender a terceiros e sustentar o vício. Encaminhada ao Plantão Policial, onde o fato foi registrado, a vítima revelou que está aguardando uma autorização judicial para uma internação de seu filho em uma clínica de reabilitação.

{n}O vício{/n}

Esta recente ocorrência atendida pela GCM vem se tornando freqüente na Cidade. O uso de crack e sua potente dependência psíquica, frequentemente, leva o usuário que não tem capacidade monetária para bancar o custo do vício ? prática de delitos para conseguir a droga. Os pequenos furtos de dinheiro e de objetos, sobretudo eletrodomésticos, na maioria dos casos, começam em casa.

Muitos dependentes acabam vendendo tudo o que têm a disposição, ficando somente com a roupa do corpo. Em alguns casos, podem se prostituir para sustentar o vício. O dependente dificilmente consegue manter uma rotina de trabalho ou de estudos e passa a viver basicamente em busca da droga, não medindo esforços para consegui-la.

Mais barata que a cocaína, o uso da pedra de crack acaba sendo mais dispendioso: o efeito é mais intenso, mas passa mais depressa, o que leva ao uso compulsivo de várias pedras por dia. Com isso a dependência é uma das principais responsáveis pelo aumento da violência urbana.

Foto: Divulgação/Ilustração