Padeiro da Vila Maria vítima de assalto na Unesp morre no HC

No início da tarde deste sábado (? s 13:00 horas) o padeiro Nestor Gomes dos Santos, de 41 anos de idade, conhecido como Lilico, que morava na Avenida Petrarca Bacchi, região da Vila Maria, faleceu no Hospital da Clinicas (HC) da Unesp em razão dos ferimentos sofridos por ter sido vítima de um assalto na parte interna do hospital, nesta sexta-feira, permanecendo como refém dos marginais por cerca de meia hora.

Nestor Gomes era paciente e estava sendo assistido pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (HCFMB) quando foi surpreendido por dois homens armados dentro do próprio campus da Unesp em Rubião Júnior por volta das 15h30 desta sexta-feira, 5 de novembro. Após passar por exames, a vítima foi rendida quando retornava para seu carro (um Ford Courier) que estava estacionado próximo ? portaria principal.

Os assaltantes, que mantiveram a vítima sob ameaça (foto), o levaram na fuga com o veículo sentido Bairro Capão Bonito e durante o trajeto, já nas proximidades da entrada da sede do Clube de Campo do Banco do Brasil, no Distrito de Rubião Júnior, eles bateram contra uma árvore. Os dois marginais foram obrigados a fugir em meio a um matagal, deixando a vítima desacordada no interior do veículo.

O padeiro foi socorrido pelo Resgate do Corpo de Bombeiros ao Pronto-Socorro do HCFMB, pelos policiais cabo Loureiro, soldados Roberto e Cotrin, onde até o final da tarde de sexta-feira, passava por exames de Raio-X, e segundo informações passadas pelo próprio HC da Unesp seu estado era “estável”. Entretanto, no início da tarde deste sábado foi confirmada sua morte, em razão dos ferimentos causados pelo acidente. Também está sob investigação a possibilidade da vítima ter sido espancada pelos marginais.

Uma grande operação foi desencadeada pelas polícias Civil, Militar e Guarda Civil Municipal e no início da noite desta sexta-feira o primeiro marginal envolvido no crime foi preso. Tratava-se de Douglas Francisco Colombara, de 22 anos. Pouco depois o segundo elemento também foi preso e identificado como sendo Tiago Pereira Galdino, de 18 anos de idade. A arma com a qual eles renderam Nestor Gomes, também foi apreendida.

Os dois foram encaminhados ? Delegacia de Investigações Gerais (DIG), prestaram depoimento e recolhidos ? Cadeia Pública. Inicialmente, ambos responderiam por crime de roubo, mas com a morte do padeiro, eles serão processados por crime de latrocínio (roubo seguido de morte), que prevê uma pena de até 30 anos de reclusão.

A morte de Nestor Gomes causou grande comoção entre os familiares e moradores da Vila Maria. Seu corpo foi sepultado na tarde de domingo no cemitério Jardim.