Operação social recolhe pessoas em vulnerabilidade

Uma operação integrada entre o Projeto do Centro de Atendimento ao Migrante Itinerante e Mendicância (Camim) e Guarda Civil Municipal (GCM) foi realizada em diferentes pontos da cidade. Diversas praças da cidade foram visitadas, bem como casas abandonadas onde existem denúncias de pessoas pernoitando em situação de vulnerabilidade social.

Segundo a assistente social Neide Zonta, durante a realização desse trabalho denominado “Operação Migrante” foram vistoriados 10 locais no total e encontrados seis pessoas encaminhadas ao Camim e serão assistidos pelo serviço social municipal.

Neide Zonta relata que 600 pessoas por mês são atendidas, média de 20 a 30 por dia. “Por meio do trabalho realizado já conseguimos em 2014 resgatar dez pessoas e inserí-las no mercado de trabalho e somente neste ano já foram encaminhadas outras três”, explica.
 
O inspetor Leandro Destro, que coordenou a operação informa que desde 2009, quando a Operação Migrante foi implantada a GCM vem desenvolvendo um trabalho integrado com a Secretaria Municipal  de Assistência Social. “Em 2014 foram 239 casos que a GCM encaminhou pessoas ao Camim”, frisa.