Operação Migrante é realizada em vários pontos da Cidade

Coordenada pela assistente social e assessora em políticas sociais Neide Zonta, mais uma operação conjunta entre a Guarda Civil Municipal (GCM) e o Centro de Atendimento ao Migrante Itinerante e Mendicância (Camim) foi realizada em diferentes pontos da cidade.

Foram percorridas diversas praças da cidade onde costumeiramente é praticada a mendicância. Segundo a assistente social foram vistoriados 10 locais e encontrados 30 andarilhos. Todos foram orientados e encaminhados ao Projeto Camim onde foram assistidos pelo serviço social municipal, que mensalmente atende cerca de 600 pessoas das quais algumas são de Botucatu, além de outras cidades.

De acordo com o inspetor Belo a GCM realiza diuturnamente ações de auxílio a estas pessoas em vulnerabilidade social, ressaltando que somente neste ano de 2014 foram atendidas 134 pessoas que necessitaram dos serviços do Camim.  Já Neide Zonta realça que a maioria dessas pessoas que permanece em praças da Cidade tem família em Botucatu.

“Por isso, nosso trabalho consiste em buscar fortalecer os vínculos familiares, mas na grande maioria das vezes acabam retornando e são levados ao Camim, onde se alimentam e, em alguns casos, pernoitam”, conta a assistente social. “Só mesmo aqueles que chegam de fora, ficam alguns dias antes de retornarem às suas cidades de origem”, complementa. Diariamente o Camim recebe cerca de 16 pessoas flutuantes entre homens (11) e mulheres (5).