Operação faz apreensão de milhares de CDs e DVDs

Fotos: Valéria Cuter

Uma operação conjunta foi realizada na manhã desta terça-feira (22) pela Polícia Civil e Guarda Civil Municipal (GCM) no Centro Comercial Popular “Ângelo Garrido Fernandes”, conhecido como “Camelódromo”, que fica na Rua Curuzu, região central de Botucatu, para coibir o crime contra direitos autorais.

Esta ação onde atuaram 30 homens resultou na apreensão de mais de 12 mil cópias de DVDs e CDs, oriundas do Paraguai, de diferentes títulos, que não tinham nota fiscal exigido pela legislação e as que estavam fechadas foram arrombadas.

Operação foi planejada pelo delegado seccional de polícia, Antônio Soares da Costa Neto, com apoio da GCM, não havendo a participação da Polícia Federal. Os produtos apreendidos foram ensacados, marcados e conduzidos ? 1ª Central de Polícia Judiciária para serem avaliados e catalogados. Permanecerão acondicionados até que a polícia receba autorização judicial para fazer a destruição em local público.

Costa Neto ressaltou que durante a operação apenas CDs e DVD piratas foram aprendidos. “A operação não visou produtos eletrodomésticos contrabandeados e sim o combate efetivo contra os direitos autorais. Piratear produtos é crime e quem insiste em praticar essa contravenção corre o risco de ter os produtos apreendidos em operações como esta de hoje”, disse o delegado.

Sobre o fato de estourar as portas de ferro o seccional foi taxativo. “A polícia não queria isso, mas, infelizmente, tivemos que estourar algumas (portas de ferro), já que os proprietários não estavam presentes no momento da operação. Os que estavam com as portas abertas e colaboraram com o trabalho policial não tiveram problemas”, ressaltou, não descartando a possibilidade de que outras operações semelhantes sejam realizadas.