Operação da DIG localiza R$ 19.169,00 em residência

O Serviço de Inteligência da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), com os policiais Vergílio, Caio, Marcos, Afonso, Vitor, Jofre, Paulinho e apoio da escrivã Sheila, realizaram na manhã desta sexta-feira (16), por volta das 10 horas, uma operação que culminou na apreensão de R$ 19.169,00 em dinheiro, que estava em uma casa na Rua Antônio Kerches Stipp, região da Vila Antártica.

Os investigadores receberam a informação de que o morador daquela casa, um indivíduo que, supostamente, pertencia a uma facção criminosa que age nos presídios do Estado de São Paulo, era um receptador e mantinha em sua casa diversos produtos oriundos de furtos e roubos cometidos na Cidade, além de drogas.

Munidos de um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça, os policiais adentraram na casa e localizaram a quantia em espécie. Na residência um cidadão de nome Vinicius A.O., de 26 anos de idade, foi detido para averiguação e conduzido ? delegacia, onde prestou depoimento ao delegado Celso Olindo, que confeccionou o Boletim de Ocorrência (BO).

“Em razão de várias denúncias feitas por populares, esse cidadão já vinha sendo investigado por suspeita de crimes de receptação e até tráfico de entorpecentes. Solicitamos o mandado e nos deslocamos até o local, onde apreendemos uma quantia em dinheiro que não se costuma guardar em casa. Por isso, ele foi trazido até a delegacia para averiguação”, comentou o investigador Vergílio.

Assistido pelo advogado criminalista Everaldo Cecílio, o acusado revelou que o dinheiro encontrado em sua casa estava sendo guardado para comprar um terreno. “Esse dinheiro era da venda de um carro e uma moto que eu tinha e pretendia usar para comprar um “terreninho” e não quis deixar o dinheiro no banco”, justificou o averiguado que foi liberado, após assinar o depoimento.

Fotos: Valéria Cuter