Mulher é lesada por estelionatário em hospital

Foto: Ilustrativa

Por motivos óbvios o nome das pessoas que foram vítimas desse golpe inusitado praticado por um estelionatário na maternidade da Misericórdia Botucatuense será mantido em sigilo. Entretanto, a descrição da matéria pode servir de alerta com relação ? audácia e poder de persuasão de um criminoso.

Uma senhora estava ao lado de sua filha gestante internada naquele hospital quando recebeu um telefonema no quarto. Do outro lado da linha um cidadão que se identificou como médico revelou que precisava fazer alguns exames clínicos na paciente e que eles deveriam ser pagos através de depósitos bancários.

Ele a convenceu a fazer dois depósitos dando número de contas na Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco do Brasil (BB). Os dois depósitos somados chegaram a R$ 4 mil. Ela só descobriu que havia caído num golpe quando o verdadeiro médico da filha alegou que não havia pedido nenhum exame clínico, muito menos depósito em dinheiro.

A polícia foi acionada e detectado que as agências dos bancos onde o dinheiro havia sido depositado eram do Mato Grosso do Sul. A conta da CEF estava em nome de Hilário de Souza e a do BB em nome de Eriberto Freitas. O caso está sendo investigado, já que o autor do crime tinha dados sobre a vítima e pode não ter agido sozinho.