Mulher é impedida de se atirar do Viaduto Bento Natel

Na tarde deste sábado (26), um trabalho conjunto da Guarda Civil Municipal (GCM) com os agentes Barcaça e Denardi; Corpo de Bombeiros com os policiais Campinas, Onório e Wellington e da Polícia Militar (PM) com os soldados Márcio e Fátima conseguiu demover uma mulher da intenção de se atirar do Viaduto Bento Natel, região da Vila Aparecida.

Essa mulher, que por razões óbvias não terá o nome revelado, subiu no parapeito do viaduto e apoiada em uma vara ficou olhando para baixo, fazendo menção de se atirar a uma altura de, aproximadamente, 20 metros. A atitude da mulher foi percebida por populares que passavam pelo local e acionaram a polícia.

Inicialmente, ela não permitiu a aproximação dos policiais que, gradativamente, com muito diálogo conseguiram fazer com que ela esticasse a mão e permitisse ser ajudada a descer. Da posição perigosa em que estava poderia perder o equilíbrio e cair a qualquer momento. Depois, permaneceu por cerca de meia hora sentada na calçada, antes de ser levada para casa pelo filho que foi trazido ao local. Agora a mulher deverá passar por um exame psicológico e os motivos que a levaram ameaçar a própria vida serão averiguados.

Quando os policiais chegaram a mulher estava, visivelmente, perturbada, em razão de problemas pessoais. “Por cerca de meia hora ela foi orientada a não se atirar e obtivemos sucesso. Felizmente, tudo terminou bem”, comentou o agente Barcaça.

A testemunha que acionou a polícia e que pediu para não ser identificada alegou que estava passando pelo local de carro e achou estranho ver a mulher em pé no parapeito do viaduto olhando para baixo. “Do carro avisei a polícia pelo meu (telefone) celular o que estava acontecendo. As viaturas chegaram rápido ao local e os policiais começaram a conversar com a mulher. Fiquei aliviado ao ver que nada de mais grave aconteceu”, disse.