Mulher de 48 anos é ameaçada e roubada na Cohab III

O caso está sendo investigado pela equipe do delegado Geraldo Franco Pires (foto), adjunto da Delegacia de Investigações Gerais (DIG)

 

“Entrega o celular, senão você leva um tiro na cara!”. Foi dessa maneira ríspida e ameaçadora  que um cidadão desconhecido abordou e assaltou uma mulher na Rua Celso Cariola da Cohab III, em frente a um dos acessos de entrada ao Serviço Social da Indústria (Sesi). O caso está sendo investigado pela equipe do delegado Geraldo Franco Pires (foto), adjunto da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

A vítima caminhava pela calçada e conversava com a filha pelo telefone celular quando o marginal saiu de um arbusto e anunciou o assalto. Ele apanhou o celular das mãos dessa mulher e saiu correndo entrando em um matagal. Os policiais militares Rafael Bianchi e Moreno estiveram no local e realizaram buscas nas imediações do crime, mas o assaltante não foi localizado.

 

Mais quatro assaltos

Vale lembrar que nos últimos dias outros quatro casos de roubos foram atendidos pela Polícia Militar de Botucatu, entre eles o de um sítio no município de Bofete onde uma quadrilha armada invadiu a casa, rendeu seus moradores e levou vários objetos. Na fuga, um dos marginais disparou um tiro em direção ao cachorro que guarda a casa, mas não o atingiu.

Também o setor investigativo da Polícia Civil de Botucatu está empenhado para identificar e prender um cidadão que praticou um assalto a mão armada em um bar na Rua José Freire Villas Boas, na Vila Rodrigues, tendo como vítima um homem de 77 anos de idade. Segundo a descrição do Boletim de Ocorrência (BO) o marginal armado com um revólver invadiu o bar e rendeu o proprietário dando uma coronhada num balcão de vidro e os estilhaços atingiram o homem que teve sangramento. Uma testemunha ouviu o barulho e viu quando o ladrão fugia correndo.

Outro roubo à mão armada, seguido de lesão corporal, aconteceu em um estabelecimento comercial (não especificado), instalado na Rua José Galvão, no Bairro da Boa Vista, tendo como vítima um cidadão de 64 anos de idade. Aponta o Registro Digital de Ocorrência (RDO) que a vítima estava ao lado da filha de 36 anos de idade quando dois elementos com capuzes nos rostos e armados com revólveres invadiram o estabelecimento comercial e anunciaram o assalto. Durante a ação criminosa o homem foi empurrado com violência ao chão e teve sua carteira com seus documentos pessoais e dinheiro, uma pulseira, um relógio de pulso e um colar subtraídos pelos marginais que também levaram R$ 700,00 que estava no caixa.

O único caso em que o assaltante acabou preso foi quando um cidadão de 31 anos que teve a avó de 71 anos como vítima acabou por deter o ladrão. A ocorrência aconteceu na Rua Adriano Marrey Júnior, região da Vila Padovan, e foi atendida pelos policiais militares Ramalho e César. Tudo começou quando o rapaz caminhava ao lado de sua avó e ambos foram surpreendidos por um marginal desconhecido que armado de uma faca a anunciou o assalto. O marginal arrancou uma bolsa porta-moeda das mãos da mulher, contendo R$ 48,15, a empurrou fazendo com que caísse no chão e empreendeu fuga. Porém, o neto desta senhora perseguiu o criminoso e o alcançou no cruzamento das ruas Campos Salles com a Rodrigo do Lago.